Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 16 de setembro de 2021

Siga nossas Redes Sociais

Estudo do Catecismo da Igreja Católica: Capítulo I – Creio Em Deus Pai

14/05/2021   .    Catecismo
Compartilhe

Artigo 1 – Creio em Deus Pai todo Poderoso, criador do Céu e da terra.

Parágrafo 1 – Creio em Deus

O credo ou símbolo da fé é um resumo da doutrina católica. A palavra grega symbolon significa ‘metade’ e refere-se à metade de um objeto que, ao se unir à outra parte, forma um todo. Assim o Símbolo da fé cristã são partes de um todo. São as verdades da doutrina cristã que reúne todos os fiéis em comunhão com Jesus Cristo. O símbolo cristão está dividido em três partes principais: Pai, Filho e Espírito Santo, mas temos 12 artigos que, assim como as articulações do nosso corpo serve para unir um membro ao outro, se articulam, e forma a unidade da fé cristã.

Na história da Igreja tivemos vários símbolos ou credos. Os concílios, alguns papas, Santo Atanásio formularam credos. Um exemplo mais recente é o credo do papa Paulo VI.

Os principais símbolos cristãos que ficaram na história foi o Símbolo dos Apóstolos e o Símbolo Niceno-Constantinopolitano. O primeiro é de composição desconhecida. Uma lenda diz que cada um dos apóstolos compôs um artigo e por isso são doze artigos. O segundo surgiu do Concílio de Nicéia (325) e Constantinopla (381) e por isso o nome dele é Niceno-constantinopolitano.

O símbolo dos apóstolos nos apresenta no primeiro artigo a seguinte expressão: “creio em Deus Pai todo poderoso, criador do céu e da terra”. Isso nos leva a entender que todos os artigos do Credo dependem do primeiro. Deus é único: essa é uma confissão já presente no povo de Israel.

No antigo testamento Deus revela seu nome ao seu povo escolhido, exprimindo assim sua essência e sua identidade. O nosso Deus é um Deus vivo: é “o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó” (Ex 3,6); é um Deus misterioso – ‘é aquele que é’ – e sempre próximo dos homens; é um Deus de compaixão, que perdoa infinitamente; por fim, é a plenitude do Ser e da Perfeição: só Deus É, sendo as criaturas subsistentes Nele.

Sendo o Ser que é por si mesmo, Deus também é a plenitude da Verdade e do Amor manifestados em Jesus. Se cremos em Deus então devemos conhecer a grandeza e a majestade dele; viver em constante ação de graças; conhecer a unidade e a verdadeira dignidade de todos os homens; e usar corretamente das coisas criadas.

Pe. José Antônio Ramos
Pároco da Paróquia Santa Cruz de Guarda dos Ferreiros/MG

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388, Centro Patos de Minas - MG - CEP: 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184