Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 18 de junho de 2021

Siga nossas Redes Sociais

Estudo do Catecismo: 2ª Seção – Profissão de fé

14/06/2021   .    Artigos de Formação
Compartilhe

Capítulo I – Creio em Deus Pai todo Poderoso, criador do Céu e da terra.

Parágrafo 5 – Criador do Céu e da Terra

No símbolo dos apóstolos temos a menção de ‘Deus criador do céu e da terra’; Já no símbolo Nice-constantinopolitano fala-se em ‘Deus criador das coisas visíveis e invisíveis’. No fundo é mesma coisa: a terra é lugar das coisas visíveis e o céu, das coisas invisíveis, onde está Deus, os anjos e os santos. O céu é também a meta escatológica do homem e todo o universo.

As criaturas invisíveis são os anjos. Eles são constituídos de espírito e dotados de inteligência e vontade; servem continuamente a Deus. A tradição da Igreja e as Sagradas Escrituras dão testemunho da existência dos anjos. O Catecismo traz várias citações da Bíblia em que os anjos estiveram sempre presentes, tanto na História da Criação, quanto na História da Salvação. Cristo é o centro do mundo angélico, porque por Ele foram criadas todas as coisas. A Igreja recorre aos anjos na oração litúrgica e temos um dia de festa na Igreja para os santos arcanjos, Miguel, Rafael e Gabriel.

As criaturas visíveis é tudo o que foi criado por Deus e que habita a terra: as plantas, os animais, enfim, todo ser vivo e a natureza inanimada. O ser humano foi criado de forma singular, à imagem e semelhança de Deus. Ao ser humano Deus concedeu todas as outras criaturas para que ele pudesse cuidar e usar delas para o seu sustento.

As criaturas foram criadas perfeitas, ordenadas e boas: “E Deus viu que tudo que havia feito era muito bom’ (Gn 1,31). A perfeição e ordem das coisas criadas foi desfigurada no pecado, mas Cristo restaurou essa perfeição e ordem em sua natureza humana. O universo inteiro será restaurado na segunda vinda de Jesus.

Há também uma hierarquia, interdependência e solidariedade entre as criaturas. As plantas e todos os seres vivos jamais viveriam sem o sol e a terra. A terra não produziria nada sem o sol. As criaturas são solidárias entre si porque saíram do mesmo Deus e para ele se destinam. A hierarquia das coisas criadas não apresenta nenhuma desordem, mas comprova que a criação foi criada por Deus Trindade. São diferentes, mas são uma só e mesma obra da Trindade divina.

Tanto as criaturas visíveis como as invisíveis foram criadas para a glória de Deus. Deus fez tudo em seis dias e viu que era bom e no sétimo dia Ele descansou. Por isso é muito importante o sábado como dia santo no Antigo Testamento; é o dia de todas as criaturas dar glórias a Deus. No novo testamento o dia Santo, de dar glória a Deus, é o domingo, porque em Cristo Ressuscitado temos uma Nova Criação.

Pe. José Antônio Ramos

 Paróquia Santa Cruz de Guarda dos Ferreiros/MG

 

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388, Centro Patos de Minas - MG - CEP: 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184