Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 22 de maio de 2022

Siga nossas Redes Sociais

Aula 44 – 3ª Parte, Primeira seção – Capítulo III – A Salvação de Deus – A Lei e a Graça, artigo 1, A lei moral

10/02/2022   .    Catecismo
Compartilhe

Como o homem pode alcançar a felicidade? Como Deus o socorre do pecado? O ser humano precisa do socorro de Deus para vencer o pecado e chegar ao gozo eterno. Por isso Deus propõe à humanidade um caminho que a reconduzirá ao seu lugar de origem. O caminho para morada junto de Deus é a lei moral, inscrita no coração do homem, revelada ao povo de Israel e levada à perfeição com Jesus.

A lei é a forma usada por Deus para educar o seu povo rumo ao céu. Ela é obra da sabedoria divina e é como uma instrução paterna, uma pedagogia divina. É ao mesmo tempo firme em seus preceitos e amorosa em suas promessas. A verdade primeira de toda lei se encontra na lei eterna, mesmo existindo várias expressões da lei – lei eterna, lei natural, lei revelada, leis civis e eclesiásticas. Cristo é a plenitude da verdade e da lei.

A lei moral natural é a capacidade que, por natureza, o homem tem de escolher o caminho do bem e evitar o mal. Por esse caminho ele consegue caminhar rumo ao céu e atingir o seu fim: a felicidade. A lei é a luz da inteligência que Deus coloca em cada ser humano; é universal em seus preceitos e aplicável a todos os seres humanos do mundo. Mesmo que a aplicação da lei natural varie de culturas para culturas ela é uma regra que liga em si os homens de todos os lugares tempos. Ela é imutável e permanece na história, orientando as regras morais dos povos.

A lei antiga é a lei dada por Deus a Israel, seu povo. Ela é o primeiro estágio da lei revelada e suas prescrições estão resumidas nos 10 mandamentos. Esta lei é ainda imperfeita, mas viria a adquirir sua perfeição em Cristo. Ela é uma preparação que foi dada como um recurso pedagógico, para preparar o povo para a lei nova do Evangelho.

A nova lei ou lei evangélica é a perfeição na terra da lei divina, natural e revelada. Está presente de forma sintética no sermão da montanha. É obra do Espírito Santo e é dada aos fiéis pela fé em Cristo. Na nova lei, a lei antiga ganha pleno cumprimento, sendo aperfeiçoada. Nela, os dez mandamentos, que exprimem a lei antiga, são cumpridos na sua radicalidade. Enfim, essa lei tem como primeiro executor o próprio Jesus que amou sem limites o ser humano e deixou o novo mandamento do amor, pedindo que amássemos uns aos outros como Ele nos amou.

Assim, compreendemos que a lei é um caminho que Deus deixou para o ser humano seguir rumo à sua felicidade no céu. Uma vez que todos fomos criados à imagem e semelhança de Deus, recebemos, por natureza, a lei natural, que nos permite escolher o caminho do bem. Ademais, Deus revelou uma lei ao povo de Israel, a lei antiga. Por essa lei o povo pôde ser preparado para receber a lei nova e eterna: a lei evangélica. Pela lei evangélica, Deus deixou-nos seus preceitos mais verdadeiros e mostrou, em Cristo Jesus, o exemplo para seguí-los.

Pe. José Antônio Ramos

Paróquia Santa Cruz de Guarda dos Ferreiros/MG

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388 - Centro Patos de Minas/MG - CEP 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184