Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 01 de agosto de 2021

Siga nossas Redes Sociais

Aula – 12: Estudo do Catecismo. Cap. II – Creio em Jesus Cristo Filho único do Senhor

02/07/2021   .    Catecismo
Compartilhe

Jesus Cristo foi enviado por Deus Pai na plenitude dos tempos. O Cristo é o Jesus de Nazaré, o verdadeiro Filho de Deus, nascido da Virgem Maria. É Ele que deve ser anunciado em nossas catequeses. Nossa missão deve ser levar todos à comunhão com Jesus Cristo.

O nome de Jesus significa “Deus salva”. Este significado está em consonância com a missão de Jesus ao vir ao mundo: “Salvar” a humanidade de seus pecados. Na história da Salvação Deus não só liberta o povo de Israel da escravidão, mas também quer salva-los de seus pecados. O significado do nome de Jesus deixa claro que Deus está presente n’Ele. Esse nome era tão importante que no povo de Israel era dito somente pelo sumo sacerdote e apenas uma vez ao ano, quando rezava pela expiação dos pecados do povo.

Cristo quer dizer ‘Ungido’ e é uma tradução do hebraico do termo ‘messias’. Jesus leva à perfeição o significado desse título. Ungiam-se os reis, sacerdotes e profetas. Jesus é a esperança messiânica de Israel e, apesar de muitas vezes ser confundido com um messias humano e político, seus discípulos o reconheceram como o ‘Cristo’, Filho do Deus vivo (Mt 13,16). Jesus é Deus e, por isso, é o que unge, o ungido e a Unção: O pai Unge, o Filho é o Ungido, e o Espírito Santo é a Unção.

Filho de Deus é um nome dado aos anjos, ao povo de Israel e aos reis. O povo em geral não vê a divindade de Jesus, confundindo sua filiação divina com uma filiação apenas adotiva. Porém os apóstolos o reconhecem como o ‘Filho do Deus Vivo’ (cf. Mt 13,16). Esse conhecimento de Jesus como Filho de Deus só é possível a quem Jesus o quiser revelar (cf. Lc 11,22). Algumas passagens no Novo Testamento revelam a filiação de Jesus: o Batismo e a Transfiguração. Em ambas o Pai diz: ‘Este é o meu Filho Amado’. Mas somente no mistério de Cristo crucificado e ressuscitado é possível reconhecer Jesus como o Filho de Deus em sua humanidade glorificada.

Senhor é tradução de Yahweh para o grego, que significa Kirios. Jesus atribui sin mesmo esse termo, mas de forma velada. Nos Evangelhos há várias passagens em que as pessoas se dirigem a Ele como ‘Senhor’. Devemos submeter nossa vida só a Deus, isto é, a Jesus, que é o centro e o fim de toda a história. A oração cristã está marcada da invocação de Jesus como Senhor. Iniciamos a missa com ‘o Senhor esteja convosco’ e terminamos as orações litúrgicas sempre com ‘Por nosso Senhor Jesus Cristo’ ou ‘Por Cristo nosso Senhor’.

Pe. José Antônio Ramos

Paróquia Santa Cruz de Guarda dos Ferreiros/MG

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388, Centro Patos de Minas - MG - CEP: 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184