Notícias
Giro Cristão 12/09/2017

"A busca da identidade dos jovens" no encontro preparatório ao Sínodo

 

Cidade do Vaticano (RV) - Que o Sínodo de outubro de 2018 sobre o tem “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional” não seja somente “sobre os jovens”, mas também “dos jovens” foi o desejo manifestado diversas vezes pelo Papa Francisco.
O mesmo convite foi relançado pelo Secretário Geral do Sínodo dos Bispos, Cardeal Lorenzo Baldisseri, ao abrir na segunda-feira no Auditório da Cúria Generalícia dos Jesuítas, em Roma, o “Seminário Internacional sobre a situação Juvenil. O encontro reúne especialistas e jovens dos cinco continentes e até sexta-feira vão falar, em especial, sobre como a escuta do jovem é uma questão crucial.
Na manhã desta terça-feira, Dom Philippe Bordeyene, da França, falou sobre “Os jovens de hoje em busca de identidade”. Também foi lida a palestra da Dra Chiara Amirante, da Itália, que não pode participar do encontro.
A RV foi até a Cúria Generalícia dos Jesuítas e conversou com o Padre Anísio José, Reitor do Santuário Santa Rita de Cássia, que falou sobre os trabalhos desta manhã:

⇒ http://media02.radiovaticana.va/audio/audio2/mp3/00595483.mp3=


Nos trabalhos desta manhã nós tivemos um professor que veio da Universidade Católica da França falando sobre a identidade do jovem e agora nós acabamos de ter uma partilha sobre como esta identidade deve ser colocada em prática, era da Chiara, fundadora do Movimento Novo Horizonte, ela não pode vir mas mandou uma pessoas para fazer a leitura da sua partilha e agora nós vamos para o intervalo e depois teremos os debates em grupos, em grupos por línguas e à tarde vamos colocar em plenária.
Discutiremos nestes dias, até sexta-feira, toda esta questão juvenil. Muitos jovens vieram. Nós temos também dois jovens do Brasil e dois sacerdotes brasileiros aqui presentes”.
A novidade que o professor francês nos colocou, foi de que não podemos falar somente de juventude sem levar em consideração a infância, a infância que vai imprimindo uma identidade. E muitos jovens e adolescentes, depois, muitas vezes, quando muitas vezes quando não formam a sua identidade na infância, é que sofrem as consequências de uma juventude não bem trabalhada”.

Também presente no encontro, o jovem Lucas Barbosa Galhardo, representante da Pastoral juvenil do Brasil e do Departamento da Juventude do CELAM:

⇒ http://media02.radiovaticana.va/audio/audio2/mp3/00595478.mp3

 

“Hoje, que é o segundo dia que começaram verdadeiramente os trabalhos. O primeiro tema é os jovens e a identidade. Eu particularmente acho que é um dos temas mais necessários, mais urgentes hoje para a juventude, pois acho que a cada dia que passa o jovem descobrir a sua identidade, descobrir a missão para a sua vida deixa de ser algo a mais, para quem quer buscar alguma coisa a mais. Acho que a cada dia está se tornando uma necessidade da juventude - de todo mundo na verdade, não só da juventude - mas encontrar a sua necessidade, a sua essência, a sua missão a ser cumprida.
Hoje em dia, com a velocidade da informação, das coisas, principalmente a evolução tecnológica que é muito rápida, eu sinceramente acho que a tecnologia até está um pouco rápida demais para as pessoas. Acho que elas não estão educadas devidamente para acompanhar toda esta tecnologia para uma vida saudável de todos. Então por isto que eu acho que este é um dos desafios de se encontrar esta identidade. Porque além desta mudança tecnológica, está cada vez mais muitas coisas estão sendo individualizadas, as pessoas estão...está faltando um pouco da vida..., da convivência pessoal, da troca de valores pessoais, e isto interfere significativamente no desenvolvimento humano da pessoa e acho que isto é um grande motivo que gera tantos problemas de suicídios, de depressões, e este número vem sendo aumentado cada vez mais hoje. Então eu creio que essa ... saber como lidar com toda a tecnologia, com toda a informação que a gente tem hoje, com todos estes avanços, mas de uma maneira , de uma forma orgânica que é o grande desafio de hoje”.


Veja mais no site da Rádio Vaticano:
http://br.radiovaticana.va/

.................................................................................................................................

 

Congresso da Pastoral Familiar recebeu mensagem do Papa Francisco

 

Na abertura do XV Congresso Nacional da Pastoral Familiar, que aconteceu de 8 a 10 de setembro, em Cuiabá (MT), após discursos dos bispos e casais coordenadores do regional Oeste 2 e nacional, o assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre Jorge Alves Filho, surpreendeu os presentes com uma carta enviada pelo Papa Francisco para o encontro.
O papa Francisco exortou os participantes a abrirem-se “às luzes e moções do Espírito Santo, lembrando que ‘cada família, mesmo na sua fragilidade, pode tornar-se uma luz na escuridão do mundo’ (Amoris laetitia, 66), deixando-se transfigurar sempre mais pela luz do Senhor Ressuscitado, através de um contínuo e perseverante caminho de conversão que permita viver uma verdadeira comunhão de amor”. Leia a carta na íntegra.
Para o pontífice, é desse modo que as famílias, com o testemunho da palavra, “falam de Jesus aos outros, transmitem a fé, despertam o desejo de Deus e mostram a beleza do Evangelho e do estilo de vida que se propõe. Assim os esposos cristãos pintam o cinzento espaço público, colorindo-o de fraternidade, sensibilidade social, defesas das pessoas frágeis, fé luminosa, esperança ativa. A sua fecundidade alarga-se, traduzindo-se em mil e uma maneiras de tornar o amor de Deus presente na sociedade” (Amoris laetitia, 184). O Congresso também recebeu uma bênção apostólica do Papa Francisco.
O Congresso Nacional da Pastoral Familiar reuniu mais de mil agentes de todos os regionais da CNBB. O tema que animou o encontro foi “Família, uma luz para a vida em sociedade”.
Também foi recebida pelo congresso uma carta do secretário do Dicastério para o Leigos, a Família e a Vida do Vaticano, o padre brasileiro Alexandre Awi Mello. O presbítero iniciou há uma semana as atividades no organismo da Santa Sé criado em agosto do ano passado e manifestou alegria pelas temáticas em pauta no evento em Cuiabá (MT): “Temas como os idosos, a adoção, a dimensão missionária da família, e a parceria entre a Pastoral Familiar e os Tribunais Eclesiásticos são de grande interesse também deste dicastério”.

 

Compromisso

Para o casal coordenador nacional da Pastoral Familiar, Khátia e Luiz Stolf, que atua no regional Sul 4 da CNBB, a urgência para o trabalho de evangelização com as famílias é sair do comodismo e “ir para o meio da sociedade que a cada dia se afasta mais dos valores morais e éticos, e também dos valores religiosos”. Um compromisso que pode ser assumido após o evento aponta que a missão que se coloca sobre cada agente é retornar para suas comunidades como anunciadores da Boa Nova, “não só para as comunidades, também, mas principalmente para a sociedade, sendo assim a igreja em saída que o Papa Francisco insiste tanto”.

Próxima edição

Ao final do encontro, foi anunciado o regional que irá sediar a próxima edição, que será realizada em 2020. O escolhido foi o Sul 4, com a cidade de Florianópolis (SC) como anfitriã. O anúncio foi feito pelo bispo de Sinop (MT) e referencial da Pastoral Familiar do regional Oeste 2 da CNBB, dom Canísio Klaus.

Coleta nacional

Atendendo ao convite para colaborar com a coleta “Juntos com a CNBB pela Evangelização”, o arcebispo de Cuiabá, dom Milton dos Santos, que presidiu a missa de encerramento, convidou os congressistas a manifestarem a comunhão eclesial na participação generosa na coleta nacional para a reforma da sede da CNBB, em Brasília (DF). Os casais da Pastoral Familiar dos 18 regionais da Conferência corresponderam com a doação de mais de quatro mil reais para a campanha.


Veja mais no site da CNBB: http://cnbb.net.br/

.................................................................................................................................

Diocese de Governador Valadares promove Formação sobre o Dízimo

A diocese de Governador Valadares (MG) promoveu, nos dias 06 e 07 de setembro de 2017, uma Formação sobre o Dízimo ao Clero, aos seminaristas e aos agentes da Pastoral do Dízimo, com a assessoria especializada de dom Edson José Oriolo dos Santos, bispo auxiliar da Arquidiocese d Belo Horizonte (MG), autor de vários livros na área, com o intuito de aprimorar o trabalho de conscientização e dinamização do Dízimo que já vem sendo feito em nossas paróquias.
Na noite de quarta-feira, 06, a Formação aconteceu na Catedral e foi dirigida aos agentes da Pastoral do Dízimo das paróquias da sede da diocese, que compareceram em grande número e participaram com muita atenção e interesse das colocações do palestrante.
No dia seguinte, 07, a Formação ocorreu no Colégio Ibituruna e teve como público alvo: padres, diáconos, coordenadores dos conselhos paroquiais de pastoral, coordenadores paroquiais da Pastoral do Dízimo e secretárias paroquiais, com a finalidade de se realizar, de fato, a estruturação diocesana de tão importante pastoral.

Veja mais no site do Regional Leste 2: http://www.cnbbleste2.org.br/

Postado neste portal por: Leidiane Trigueiro - Assessoria de Imprensa Diocesana

 


Mitra Diocesana de Patos de Minas:
Rua Tiradentes, 388, Centro - Patos de Minas - MG - CEP38.700-134 -
(34) 3821 3213/3821 3184 - contato@diocesedepatosdeminas.org.br

©2012 Diocese de Patos de Minas
WEBTOP



SETH