Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 22 de outubro de 2021

Siga nossas Redes Sociais

Pastorais

PASTORAL DA ESPERANÇA

Assessor Diocesano: Mons. Izael dos Reis
Tel.: (34) 3834-1263

A Pastoral da Esperança olha para o futuro, ela não está presa apenas nas coisas do cotidiano, mas seu olhar transcende a própria natureza humana em direção da eternidade. A ressurreição de Jesus Cristo é a mais bela lição de amor oferecida pelo Pai. Nossa vitória foi alcançada pelos méritos de Cristo crucificado.

A Pastoral da Esperança trabalham da direção da Juventude eterna. Ela quer celebrar a vida em todos os momentos, mas acima de tudo, permitir que as pessoas tenham mais confiança em Deus, sobretudo nas horas de sofrimentos.

A Pastoral da Esperança não apenas trabalha com as pessoas que perderam seus entes queridos. A tarefa é também reanimar as vidas das pessoas que parecem muitas vezes como que mortas. As Pastorais e os movimentos dentro da Igreja são carentes de um estudo sobre a Esperança e sobre a fé em um Deus amigo que não quer a morte para ninguém. Deus é o Deus dos vivos.

A P. E. acredita no sorriso de uma criança e na força do Jovem, que segue o caminho de Cristo Jesus, apoia os casais e sabe que a família é protagonista de todas as esperanças.

Os jovens cada dia estão cheio de desesperança. A Pastoral quer fomentar no jovem a Esperança de um futuro melhor. Ela provoca um debate com o jovem, a fim de que os mesmos possam assumir com entusiasmo sua caminhada de fé.

A esperança, para tornar realidade, não basta sonhar. Ela é o resultado de um ideal vivido, de um sair de si, e de um confiar; está intimamente ligada à providência de Deus. Quem nele deposita sua esperança nunca será decepcionado.

Jesus é a nossa única esperança,promessa de amor vinda do Pai. Se Jesus prometeu, Ele cumprirá. Nele seremos eternizados.

A Bíblia é o grande livro da esperança. Nele os homens e mulheres são nutridos da Promessa do Pai.

Nossa razão de viver está apenas em Deus. Se Deus é por nós, quem será contra nós?

Ter esperança é Ter fé, é acreditar na providência de Deus; é buscar a providência de Deus; é buscar o Reino de Deus. Tudo é possível, “se creres farás obras maiores do que as que eu faço”. A esperança tem sua raiz na fé. A fé é a segurança do que se espera. “Quem crê em mim, ainda que esteja morto viverá” ( Cf. Jo 11,25)

Senhor, eis que deixamos tudo parte seguir. Em verdade eu vos digo, … receberão 100 vezes mais nesta vida e a vida eterna.

O QUE FAZ A PASTORAL DA ESPERANÇA?

A P.E. quer conscientizar as pessoas que é necessário:

1) Viver diante de Deus – na oração, no trabalho, na partilha do pão, no amor fraterno, Ter consciência que Jesus é o nosso Salvador.

2) Viver de frente para o futuro de Deus – esperar uma recompensa maior “a ETERNIDADE”. Muitos pecados poderiam ser evitados, muitas vidas poderiam ser vividas com maior alegria, se as pessoas depositassem mais confiança na vida eterna.

A P.E. ajuda as pessoas a depositar todas as suas esperanças no Senhor Jesus que é o princípio e o fim. Somos convidados a viver em harmonia com o eterno Deus, Tudo aquilo que nos cega diante da proposta do Reino, tem que ser banida de uma vez por todas.

Neste Novo Milênio a esperança deve ser a chama viva que irá renovar a mente e os corações da humanidade. Esperança esta que garante pelo próprio testemunho que Deus está vivo. Ele não está morto. É Deus que nos acolhe com seu coração misericordioso. A P.E. não pode ser senão a Pastoral da misericórdia divina, do abraço, da fé; da certeza e da esperança de um mundo melhor.

Na vida do sacerdotal a Pastoral da Esperança é uma fonte de luz e compreensão. Além de rezar pelos sacerdotes falecidos, ela intensifica suas orações a favor de todos os padres que tem a esperança de realizar muitos trabalhos a fim de que o Reino Cresça cada vez mais.

Ela promove confraternizações com seu pároco e seus vigários, alimentando a caridade pastoral e incentivando-os em seus trabalhos. Juntamente com o padre programa missas para os familiares enlutados, organiza as missas de 7º dia, apresenta as pessoas que perderam seus entes queridos e se possível levar o padre na casa daqueles que sentiram mais a perda de algum membro familiar.

QUAIS SÃO SEUS OBJETIVOS?

Divulgar, anunciar, testemunhar que Jesus Cristo Ressuscitou, e na sua Ressurreição podemos alcançar a nossa;

Mostrar que a morte e Ressurreição de Jesus abriu para nós as portas do Reino de Deus;

Levar o consolo, a esperança, o amor, a compreensão, às pessoas que estão tristes e desanimadas;

Formar um povo cheio de esperança e de luz;

Tirar das pessoas tantos pensamentos ruins, suicídios, separações, drogas, mentiras, etc.;

Promover a coragem para renunciar as coisas passageiras, depositando sua confiança nos bens eternos;

Despertar nas pessoas que é necessário viver a vontade de Deus, revestindo de Cristo, deixando de lado os desejos da carne;.

Levar o povo a acreditar na providência de Deus. Quando ele promete, cumpre.

Vaidade das vaidades, tudo é vaidade. Somente Deus dá o alimento de vida eterna;

Alertar as pessoas que a salvação acontece agora. Não é preciso esperar.

PLANO DE TRABALHO

1. Realizar um encontro a nível de setor sobre a Pastoral da Esperança, aberto a todas as paróquias;

2. Buscar uma maior integração com o nosso pároco;

3. Chamar mais pessoas que queiram trabalhar nesta pastoral

4. Organizar textos bíblicos ( fazer um livrete) que nos ajude a compreender melhor a nossa fé em Jesus Cristo e seu Reinado;

5. Ampliar o campo de trabalho, no sentido de, que a Pastoral da Esperança trabalhe somente com pessoas enlutadas.

6. Formar uma comissão que promova um estudo mais aprofundado sobre temas como: a Ressurreição, a Dor e a morte na perspectiva cristã, a vida eterna, o que acontece com nossa vida após a morte, as condições básicas para eternizar nossa vida, o Catecismo Católico, a oração, etc

Fonte: http://www.netvip.com.br/paroquiafatima/esperanca.htm

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388 - Centro Patos de Minas/MG - CEP 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184