Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 27 de outubro de 2021

Siga nossas Redes Sociais

Paróquia Senhora Sant’Ana

Compartilhe

Pároco

Pe. Sebastião dos Reis Pereira

Vigário Paroquial

Pe. Sérgio Paulo Machado

Festa do Padroeiro

26/07

Igreja Matriz

Rua João Pinheiro, 682 - Centro Coromandel

Telefone

(34) 3841-1161

Whatsapp

(34) 98700-6019

E-mail

mdpmparoquiasantana@gmail.com

A Paróquia Sant’Ana de Coromandel, foi criada pela Lei nº. 167, de 17 de setembro de 1870, ano em que foi construída a Igreja Matriz de Sant’Ana, sendo esta Igreja a pedra fundamental de Coromandel, pois em torno dela a Cidade se expandiu, e através dela se formou a Comunidade Católica. A velha Igreja Matriz foi feita de taipa e adobes.

COMUNIDADES DA PARÓQUIA

  • Comunidade Cachoeira – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Coqueiros – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Mateiro – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Fábrica – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Muquem – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Chapadão – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Rio Preto – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Duas Pontes – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Boa Vista – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Lagamar dos Coqueiros – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Barreiro dos Lima – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Alegre – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Recanto dos Pássaros – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Nossa Senhora Aparecida – Urbana

    Coromandel
  • Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Urbana

    Coromandel
  • Comunidade Fazenda Ouro – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Cachoeira – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Coqueiros – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Mateiro – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Fábrica – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Muquem – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Chapadão – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Rio Preto – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Duas Pontes – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Boa Vista – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Lagamar dos Coqueiros – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Barreiro dos Lima – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Alegre – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Recanto dos Pássaros – Rural

    Coromandel
  • Comunidade Nossa Senhora Aparecida – Urbana

    Coromandel
  • Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Urbana

    Coromandel
  • Comunidade Fazenda Ouro – Rural

    Coromandel

HISTÓRIA DO PADROEIRO

Ana e seu marido Joaquim já estavam com idade avançada e ainda não tinham filhos. O que, para os judeus de sua época, era quase um desgosto e uma vergonha também. Os motivos são óbvios, pois os judeus esperavam a chegada do messias, como previam as sagradas profecias.

Assim, toda esposa judia esperava que dela nascesse o Salvador e, para tanto, ela tinha de dispor das condições para servir de veículo aos desígnios de Deus, se assim ele o desejasse. Por isso a esterilidade causava sofrimento e vergonha, e é nessa situação constrangedora que vamos encontrar o casal.

Mas Ana e Joaquim não desistiram. Rezaram por muito e muito tempo até que, quando já estavam quase perdendo a esperança, Ana engravidou. Não se sabe muito sobre a vida deles, pois passaram a ser citados a partir do século II, mas pelos escritos apócrifos, que não são citados na Bíblia, porque se entende que não foram inspirados por Deus. E eles apenas revelam o nome dos pais da Virgem Maria, que seria a Mãe do Messias.

No Evangelho, Jesus disse: “Dos frutos conhecereis a planta”. Assim, não foram precisos outros elementos para descrever-lhes a santidade, senão pelo exemplo de santidade da filha Maria. Afinal, Deus não escolheria filhos sem princípios ou dignidade para fazer deles o instrumento de sua ação.

Maria, ao nascer no dia 8 de setembro de um ano desconhecido, não só tirou dos ombros dos pais o peso de uma vida estéril, mas ainda recompensou-os pela fé, ao ser escolhida para, no futuro, ser a Mãe do Filho de Deus.

A princípio, apenas santa Ana era comemorada e, mesmo assim, em dias diferentes no Ocidente e no Oriente. Em 25 de julho pelos gregos e no dia seguinte pelos latinos. A partir de 1584, também são Joaquim passou a ser cultuado, no dia 20 de março. Só em 1913 a Igreja determinou que os avós de Jesus Cristo deviam ser celebrados juntos, no dia 26 de julho.

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388 - Centro Patos de Minas/MG - CEP 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184