Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 27 de outubro de 2021

Siga nossas Redes Sociais

Paróquia Santa Terezinha

Compartilhe

Pároco

Frei Vicente da Silva Pereira

Vigário Paroquial

Frei Antônio Caixeta de Carvalho

Vigário Paroquial

Frei Jairton Pimenta de Andrade

Festa do Padroeiro

01/10

Igreja Matriz

Av. Paranaíba, 1495 - Brasil Patos de Minas

Telefone

(34) 3825-2033

Whatsapp

(34) 99875-2033

E-mail

santaterezinha1967@gmail.com

“Fazemos saber que, de acordo com o que prescrevem os cânones 216 S1;471;1427 SS1 e2; 1428; levando em consideração as graves responsabilidades de nossa consciência na direção do rebanho que juramos apascentar em pleno exercício de nossa jurisdição ordinária; em virtude da faculdade a nós concedida pela Sagrada Congregação do Concílio, em data de 24 de setembro de 1965, de acordo com o Convênio estabelecido entre esta Diocese por nós representada e a Província dos Frades Menores Capuchinhos de Messina, na Itália, aqui representada pelo Revmo. Pe. Ministro Provincial, em data de 13 de abril de 1964; e ouvido o Conselho Diocesano. Havemos por bem desmembrar perpetuamente, como o fazemos por meio deste, da Paróquia de Santo Antônio da Catedral, o território e elevá-lo  à categoria de Paróquia de Santa Terezinha do Menino Jesus, nesta cidade de Patos de Minas, entregue “Pleno jure sed ad nutum Sanctae Sedis” ao convento dos Frades Menores Capuchinhos, e ereta na igreja da referida ordem, a qual, embora elevado à Matriz, continua propriedade da Comunidade Religiosa…”

HISTÓRIA DA PARÓQUIA SANTA TEREZINHA DO MENINO JESUS

Em 1937 chegou a Patos de Minas Frei Odorico Resuttano e logo em seguida Frei Antônio de Gangi e Frei Leão de São Mauro, que formaram uma fraternidade na Igreja de Nossa Senhora do Rosário. Em março de 1937, conduzida pelo Frei Conrado de Troína, uma procissão com a imagem de Santa Terezinha do Menino Jesus saindo da Igreja do Rosário para a região periférica do Bairro Brasil.

Em 1940 foi adquirido um terreno no centro do Bairro e em 03 de maio do mesmo ano foi erguido o cruzeiro e no dia 13 do mesmo mês foi iniciada a obra da antiga Igrejinha.

Os anos de 1957 a 1966 foram de intensas atividades na edificação da nova Igreja e convento anexo. O envolvimento da comunidade, os esforços da fraternidade resultaram em obras magníficas. Entre os anos de 1964 e 1965 a nova casa foi habitada por Frei Bartolomeu de Geraci, Frei Damião de Geraci, Frei Antônio de Gangi, Frei Antônio de Caltavuturo, Frei Francisco de Uberaba; Frei João de Santo Estevão, Frei Felix de Conceição do Mato Dentro. Nessa época as obras de acabamento da nova igreja continuavam. Em 22 de julho de 1964 assinou a primeira provisão do vigário.

Em 30 de setembro de 1966 a Paróquia foi erigida verbalmente e criada oficialmente com a assinatura do Decreto de Criação da Paróquia, pelo Bispo Dom José André Coimbra, sendo nomeado seu primeiro Pároco, o Frei Antônio de Gangi, conforme registro em ata no livro do tombo da Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus. Após o decreto da criação da Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus em Patos de Minas vieram muitas missões.

Em 28 de dezembro de 2000 a Matriz de Santa Terezinha passou a fazer parte do acervo histórico e cultural de Patos de Minas, quando ocorreu o tombamento, através de Decreto assinado pelo então Prefeito Elmiro Alves do Nascimento e sendo Pároco na época o Frei Maurício Chagas Pinto.

COMUNIDADES DA PARÓQUIA

  • Comunidade Matriz São Benedito – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Vieiras

    Patos de Minas
  • Comunidade Pôr do Sol – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Lanhosos – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Contendas – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Boa Vista – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Barreiro – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Baixadinha – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Alagoas – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade São José Operário – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade São Geraldo Magela – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Santa Rosa de Lima – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Santa Luzia – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Santa Clara – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Nossa Senhora Aparecida – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Cristo Redentor – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Matriz Santa Terezinha do Menino Jesus – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Matriz São Benedito – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Vieiras

    Patos de Minas
  • Comunidade Pôr do Sol – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Lanhosos – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Contendas – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Boa Vista – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Barreiro – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Baixadinha – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade Alagoas – Rural

    Patos de Minas
  • Comunidade São José Operário – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade São Geraldo Magela – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Santa Rosa de Lima – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Santa Luzia – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Santa Clara – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Nossa Senhora Aparecida – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Cristo Redentor – Urbana

    Patos de Minas
  • Comunidade Matriz Santa Terezinha do Menino Jesus – Urbana

    Patos de Minas

HISTÓRIA DO PADROEIRO

Santa Teresinha do Menino Jesus, oferecia todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior


“Não quero ser santa pela metade, escolho tudo”.

A santa de hoje nasceu em Alençon (França) em 1873 e morreu no ano de 1897. Santa Teresinha não só descobriu que no coração da Igreja sua vocação era o amor, como também sabia que o seu coração – e o de todos nós – foi feito para amar. Nascida de família modesta e temente a Deus, seus pais (Luís e Zélia) tiveram oito filhos antes da caçula Teresa: quatro morreram com pouca idade, restando em vida as quatro irmãs da santa (Maria, Paulina, Leônia e Celina). Teresinha entrou com 15 anos no Mosteiro das Carmelitas em Lisieux, com a autorização do Papa Leão XIII. Sua vida se passou na humildade, simplicidade e confiança plena em Deus.

Todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior, oferecia a Deus pela salvação das almas e na intenção da Igreja. Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face esteve como criança para o Pai, livre, igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus e, tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou um lindo e possível caminho de santidade: infância espiritual.

O mais profundo desejo do coração de Teresinha era ter sido missionária “desde a criação do mundo até a consumação dos séculos”. Sua vida nos deixou como proposta, selada na autobiografia “História de uma alma” e, como intercessora dos missionários sacerdotes e pecadores que não conheciam a Jesus, continua ainda hoje, vivendo o Céu, fazendo o bem aos da terra.

Morreu de tuberculose, com apenas 24 anos, no dia 30 de setembro de 1897 dizendo suas últimas palavras: “Oh!…amo-O. Deus meu,…amo-Vos!”

Após sua morte, aconteceu a publicação de seus escritos. A chuva de rosas, de milagres e de graças de todo o gênero. A beatificação em 1923, a canonização em 1925 e declarada “Patrona Universal das Missões Católicas” em 1927, atos do Papa Pio XI. E a 19 de outubro de 1997, o Papa João Paulo II proclamou Santa Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face doutora da Igreja.

Santa Teresinha do Menino Jesus, rogai por nós!

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388 - Centro Patos de Minas/MG - CEP 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184