Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 07 de dezembro de 2021

Siga nossas Redes Sociais

Tem sentido rezar pelos falecidos?

27/10/2021   .    Artigos de Formação
Compartilhe

No dia de Finados, não festejamos a morte. Celebramos, sim, nossa fé na ressurreição e a esperança do encontro na morada que Jesus nos preparou, no seio amoroso de Deus. A comemoração dos Fiéis Defuntos é uma oportunidade ímpar para agradecer a Deus a existência daqueles que nos precederam e, de certa forma, participaram da construção de nossa própria história.

Nossa fé cristã é no Ressuscitado. Essa certeza de fé elimina de nós toda e qualquer ideia de renascimento ou reencarnação. Somos únicos desde a concepção, durante a vida e após a morte. A razão de nossa fé na Ressurreição é a experiência radical de Jesus. Ele foi Ressuscitado pelo Pai (At 2, 22s), em uma atitude amorosa, que confirmou toda a obra realizada pelo homem de Nazaré em favor dos mais oprimidos e marginalizados.

O fundamento teológico para nossa compreensão de fé em torno da vida, que começa na morte, está na Ressurreição de Jesus Cristo. É São Paulo que diz: “Se Cristo não tivesse ressuscitado, vã seria nossa fé, e nós ainda estaríamos em nossos pecados” (1Cor 15,17).

O gesto mais comum em Finados é a visita ao cemitério, a participação na Eucaristia e as devoções próprias de cada cultura, como acender velas, oferecer flores e enfeitar os túmulos dos falecidos. Em todos eles, transparece a consciência de que temos nossa finitude e necessidade absoluta de apego ao Divino, para a manutenção da esperança, em glorificação da existência.

Além disso, ao recordar a vida de um ente querido, nós nos deparamos com a realidade da morte em nossa vida e pesamos nossos comportamentos pessoais e sociais. A presença da limitação e a fraqueza da vida permitem-nos sermos mais humildes na consideração da validade de nossa vida. Nós cremos que nossa vida terrestre é uma preparação para a verdadeira e definitiva vida.

Temos uma única oportunidade de viver no mundo e nos preparar para a eternidade. Façamos dessa experiência única a razão de amor constante a Deus Criador.

Fonte: Portal A12 – Pe. Evaldo César de Souza, C.Ss.R.

Foto: Shutterstock

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388 - Centro Patos de Minas/MG - CEP 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184