Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 02 de outubro de 2022

Siga nossas Redes Sociais

Ser pai como Deus nos ensina: o exemplo de São José

12/08/2022   .    Artigos de Formação
Compartilhe

Ser pai não é apenas uma questão sanguínea, é uma questão de amor. O amor estreita caminhos e une propósitos e na vida paterna ele tem o mesmo efeito.

São José é um exemplo de pai adotivo, que honrou com a vocação de ser pai de Jesus. Deus o escolheu para cuidar de seu amado filho, assim como Ele escolhe cada pai adotivo e cada padrasto para atender Seus filhos.

Da mesma forma, Jesus tratava José com honra e submissão, assim como os filhos devem tratar os pais que Deus lhe concede, independente da relação sanguínea.

“Foi o próprio Senhor quem deu o mérito a José, noivo de Maria, de que seu Filho Unigênito o chamasse de pai sobre a terra. Na oração do Beato Bartolo Longo a São José, lemos: ‘Aquele que criou todos os corações dos homens, colocou em vós [São José] um coração de pai e deu ao mesmo tempo a Jesus um coração de filho para convosco’” – Vatican News em reflexão sobre o “nosso pai e senhor”, em conclusão do Ano dedicado a São José, proclamado pelo Papa Francisco com a carta apostólica “Patris corde”.

Para o Padre José Luís Queimado, C.Ss.R., os pais adotivos têm uma missão grandiosa na terra:

Mesmo José não sendo o pai biológico de Jesus, abriu seu coração para o chamado de amor que Deus lhe fez, e assim se torna o melhor pai que já pisou na terra. Que os homens desejosos em adotar uma criança pensem sempre no exemplo do maior homem escolhido pelos céus para cuidar do Verbo Encarnado”, compartilha o Padre.

O Missionário Redentorista também explica que São José é um exemplo de homem com atitude diante da paternidade, pois aceita a missão de Deus sem questioná-lo. “Rezemos para que todos os homens que desejam ser pais inspirem-se na honestidade, abnegação e fidelidade de São José, assim nosso mundo será bem melhor do que está hoje”, Padre Luís ao convocar os fiéis para orarem aos homens que desejam ter filhos.

São José exerceu seu papel de amor e condutor da fé, proporcionando a seu filho a ternura de Deus. Que você, pai, possa ser essa ponte de amor e ternura de Deus para seu filho e compartilhar sua verdadeira presença, de corpo em alma, em sua casa, tornando-se exemplo de cumplicidade, conforto, paciência e acolhimento, assim como José foi para Maria e Jesus.

Fonte: Isabela Araujo – Portal A12

Foto: Sidney de Almeida/ Shutterstock

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388 - Centro Patos de Minas/MG - CEP 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184