Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 28 de setembro de 2021

Siga nossas Redes Sociais

Reflexão para o 24º Domingo do Tempo Comum

12/09/2021   .    Notícias da Igreja
Compartilhe

Até para o amor que protege, faz bem dizer não, amadurece! Seguir Jesus é aceitar as vicissitudes da vida e continuar fazendo o bem, mesmo que isso signifique uma grande abnegação.

A liturgia deste domingo nos interpela sobre quem é Jesus para nós, não tanto um questionamento aguardando uma resposta teórica, mas sobretudo a resposta de uma vida cristã.

Já na primeira leitura, extraída do Livro do Profeta Isaías 50, 5-9, temos a imagem do Servo de Javé, aplicada por Jesus a ele mesmo Jesus Cristo. Portanto esse Jesus identificado por ele como o Servo Sofredor desta perícope de Isaías, aceita o sofrimento imposto pelos ímpios e os acolhe na intelecção proporcionada por Deus e O tem como seu justificador e defensor.

Ouça e compartilhe

Por outro lado, o seguidor de Jesus Cristo também deverá ter uma postura misericordiosa e atenta aos marginalizados. Isso nos ensina a segunda leitura, tirada da Carta de Tiago 2, 14-18.

A fé precisa e deve ser praticada em gestos concretos.  “ ‘Comei à vontade’ sem lhes dar o necessário para o corpo, que adiantará isso?” E prossegue:  “… a fé, se não se traduz em obras, por si só está morta.”

Finalmente o Evangelho, Marcos 8, 27-35 nos enriquece com as duas respostas dadas por Pedro, uma bastante diferente da outra, e os comentários de Jesus.

Na primeira resposta à pergunta sobre quem é Jesus, Pedro, iluminado pelo Espírito, dá a resposta correta: Jesus é o Messias.  Em seguida Jesus lhes fala de que ele sofrerá muito e será rejeitado pelo sinédrio, ou seja, pela liderança religiosa judaica daquela época. Aí, alimentado pela afetividade e pelo bem querer ao mestre, Pedro o repreende. Jesus faz o mesmo em relação à atitude de Pedro e até o chama de satanás. Ora, como o Cristo pode chamar seu discípulo e amigo de satanás porque ele o quer proteger do mal? Porque Pedro não deu o salto qualitativo sugerido pelos ensinamentos do mestre e continua pensando como homem. Jesus quer que seus amigos, continuem humanos, mas tenham modos de proceder divinos. Ele Jesus deverá ser o modelo. E aproveita a ocasião para falar claro com todos:” Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e me siga.” Jesus é o verdadeiro mestre, sabe dizer não, coloca limites! Até para o amor que protege, faz bem dizer não, amadurece! Seguir Jesus é aceitar as vicissitudes da vida e continuar fazendo o bem, mesmo que isso signifique uma grande abnegação.

Concluindo, crer que Jesus é Deus, é o Messias salvador, significa aceitar as dificuldades e não recuar diante delas, além de praticar os valores cristãos, mesmo que isso exija forte renúncia de si mesmo, de relativizar os laços afetivos e entregar-se à cruz, sabendo   que o Senhor está ao lado e é o nosso companheiro.

Foto: Evangelho do Domingo – Vatican Media

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388, Centro Patos de Minas - MG - CEP: 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184