Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 25 de setembro de 2022

Siga nossas Redes Sociais

Quais os barulhos internos do seu coração que incomodam?

16/03/2022   .    Artigos de Formação
Compartilhe

“Fiz calar e sossegar a minha alma; ela está em grande paz dentro de mim, tal como a criança bem tranquila, amamentada no regaço acolhedor de sua mãe”( Sl 130,2)

O barulho é uma verdade muito incômoda que precisamos lidar todos os dias na nossa vida. Estamos cercados de barulhos, vozes, gritos, falas, discursos, brigas, perturbações, agitações e inquietações.

O barulho que se faz no mundo exterior se transfere para dentro de nós, e o barulho do nosso interior nos leva a exclamar, gritar e brigar com o mundo que nos cerca. Estamos dominados pelas insatisfações do coração. A alma geme em busca de consolo. A mente se perturba em busca de respostas. A vontade se agita em busca de satisfazer o ego, e as emoções se aglomeram em descompassos por não encontrar espaços para saciar sua necessidades.

O seu interior faz muito barulho?

Não há cura para os nossos males se não encontrarmos a via do silêncio e da purificação dos sentidos. Precisamos mergulhar nossa alma na candura vibrante do silêncio interior, calar as vozes agitadas que perturbam nosso ser a cada instante. É um trabalho para vencer a ansiedade dos sentidos que vive em busca de satisfações para suas necessidades. É um sobressalto para a serenidade e o equilíbrio interior, tão necessário para colocar ordem na casa, no coração, nas emoções e vencer os devaneios da mente.

A busca pelo silêncio deve ser uma atitude brutal e audaciosa. Ela é a violência evangélica exaltada por Jesus. Sem ela não atingimos nossa verdade interior nem conquistamos a sensatez de viver. O coração impulsivo bate para todos os lados e não encontra satisfação em nada. A busca do silêncio é início do processo de lapidação da mente e purificação do coração. Eu não irei me conhecer como preciso ser conhecido nem mudarei atitudes e comportamentos inadequados sem penetrar nas verdades incômodas que se escondem nas penumbras do meu ser, sufocadas pelas soberbas e vaidades da vida.

Aprenda a ouvir o silêncio do seu coração

O silêncio incomoda, perturba e causa profundas estranhezas em nós e nos outros. A verdade, no entanto, é que nos tornamos estranhos a nós mesmos à medida que não nos conhecemos nem buscamos a sobriedade dos sentidos.

A paz interior e a paz nas relações humanas e sociais só se torna realidade para aqueles que mergulham o coração no profundo silêncio da alma. Do contrário, continuaremos promovendo guerras, embates, disputas, conflitos, acusações, polarizações e perturbações. E dentro de nós irar se alargar a guerra dos sentidos, a implosão dos afetos e o inchaço do orgulho insaciável.

Temos sede urgente de muito silêncio!

Fonte: Pe. Roger Araújo

Foto: Wesley Almeida (Canção Nova)

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388 - Centro Patos de Minas/MG - CEP 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184