Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 06 de julho de 2022

Siga nossas Redes Sociais

Mensagem de Dom Frei Claudio Nori Sturm por ocasião do X Encontro Mundial das Família

22/06/2022   .    Noticias
Compartilhe

Queridas Famílias da Diocese de Patos de Minas,

Por ocasião do X Encontro Mundial das Famílias, que esse ano ocorre na modalidade multicêntrica e difundida, tendo Roma como sede principal, mas permitindo a participação das comunidades diocesanas do mundo inteiro, aproveito o tema desse evento “O amor em família: vocação e caminho de santidade” para me dirigir a vocês em especial. Em primeiro lugar, falo aos esposos, evocando a presença sacramental de Jesus “no barco do matrimônio” velando pela fidelidade e pelo amor mútuo. Com sua presença vigilante e orante, Jesus confirma este amor que se torna fecundo para gerar vida nova e nos filhos perpetuar-se com a graça de Deus. Exorto-vos a sempre estarem abertos para a graça divina, pois somente com essa benção poderão viver em paz, transpor desavenças e encontrar a superação dos muitos problemas que afetam a convivência familiar.

Neste tempo incomum em que vivemos, sobretudo durante a pandemia que nos colocou ante uma dura prova, em especial os mais vulneráveis, aproveito para expressar a vocês meu afeto e proximidade, confidenciando que sempre me recordo de todas as famílias em minhas orações. Este período pandêmico foi e continua sendo um momento de incertezas, solidão e perda de entes queridos, mas ao mesmo tempo se tornou um período de solicitude e de convivência intensa, onde a família foi desafiada ao diálogo, a um melhor acolhimento, à divisão de preocupações e de mais compreensão, todos foram levados a dar as mãos e rezarem juntos.

Também expresso minha afeição aos esposos que chegaram a ruptura por desentendimentos e discussões. Peço que não se esqueçam do perdão que sara todas as feridas. Lembro-vos que o amor humano é frágil e necessita do amor fiel e compassivo de Jesus com o qual podemos construir a “casa sobre a rocha”. Com Ele é possível reconstruir e reatar os laços rompidos.

Aqui desejo dirigir uma palavra aos jovens que se preparam para o matrimônio por meio do tempo de noivado. Lembro-vos que este é um período de discernimento e conhecimento recíproco. Como nos ensina Papa Francisco, este período nos remete à figura de Abraão, que foi convidado pelo Senhor “para partir da sua terra e da casa do seu pai rumo a uma terra desconhecida que Ele próprio iria lhe indicar”. Assim, também os esposos devem se por a caminhar na companhia de Deus, obedientes ao chamado divino, ao amor conjugal e à doação pessoal.

O noivado já é uma saída da própria terra (sair de si), porque guia os noivos para um caminho a dois que culmina com o casamento. É muito importante que este caminho se abra para a geração dos filhos, que traz consigo a missão de criá-los e educá-los, o que se atinge com o testemunho a ser transmitido a eles. Os jovens devem perceber o amor de Cristo presente no amor de seus pais. Os filhos são um presente de Deus e eles mudam a história da família, pois eles têm sede de amor, confiança e segurança. Os pais educam os filhos, mas os filhos também educam os pais. Educar é acompanhar o processo de crescimento dos filhos tanto na esfera educacional, quando na humana e espiritual. Não poderia deixar de me dirigir aos avós e idosos que tanto sofreram nesse tempo de pandemia e que também sofrem pelo abandono dos filhos. Como nos recorda Papa Francisco “a família não pode prescindir dos avós, porque eles são a memória viva da humanidade”. Os avós transmitem a experiência com Deus aos seus descendentes, os jovens e as crianças devem ouvir seus avós.

Por fim, recordando a belíssima missão da família na vida da Comunidade Eclesial e na sociedade, no mundo do trabalho e, sobretudo, na comunidade paroquial e diocesana, convido os esposos a colaborarem, de modo particular na Pastoral Familiar e no cultivo das Igrejas Domésticas, “pois a família é a célula fundamental da sociedade”.

Esposos não deixem que vos roubem a alegria, o amor e a esperança! Vivam intensamente a sua vocação matrimonial e a missão que Jesus lhes confiou, perseverando na oração e na “fração do pão”.
Invoco sobre todos, as bênçãos de Deus e a proteção da Sagrada Família de Nazaré para que protejam nossas famílias.

Cúria Diocesana de Patos de Minas, 22 de junho de 2022.

Veja também

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388 - Centro Patos de Minas/MG - CEP 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184