Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 19 de setembro de 2021

Siga nossas Redes Sociais

Live Igreja no Brasil Painel desta quinta-feira, 2/9, vai discutir o tema: “Para ser cristão, fuzil ou feijão?”

02/09/2021   .    Notícias da Igreja
Compartilhe

De um lado, o Brasil registra 19 milhões de pessoas passando fome segundo o Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19, realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan).

O mesmo estudo aponta que 55,2% dos lares brasileiros, ou o correspondente a 116,8 milhões de pessoas, conviveram com algum grau de insegurança alimentar no final de 2020 e 9% deles vivenciaram insegurança alimentar grave, isto é, passaram fome, nos três meses anteriores ao período de coleta, feita em dezembro de 2020, em 2.180 domicílios.

De acordo com os pesquisadores, o número encontrado de 19 milhões de brasileiros que passaram fome na pandemia do novo coronavírus é o dobro do que foi registrado em 2009, com o retorno ao nível observado em 2004.

O inquérito foi feito em parceria com a Action Aid Brasil, Friedrich Ebert Stiftung Brasil (FES Brasil) e Oxfam Brasil, com apoio do Instituto Ibirapitanga. A coleta de dados ocorreu entre os dias 5 e 24 de dezembro de 2020 nas cinco regiões brasileiras, abrangendo tanto áreas rurais como urbanas, no período em que o auxílio emergencial concedido pelo governo federal a 68 milhões de brasileiros, no valor inicial de R$ 600 mensais, havia sido reduzido para R$ 300 ao mês.

Por outro lado, registra-se o crescimento do armamento da população brasileira com as recentes flexibilizações que facilitam o acesso ao armamento. As estatísticas da Polícia Federal e do Exército — órgãos responsáveis pelo registro de armamentos — mostram que os brasileiros estão se armando como nunca antes.

Segundo dados obtidos pela BBC News Brasil, os novos registros de CAC concedidos pelo Exército bateram recorde em 2019 e 2020, somando 178.721, quantidade que supera todos os registros liberados nos dez anos anteriores (150.974 de 2009 a 2018).

Lives CNBB – Igreja no Brasil Painel

E os cristãos e católicos neste contexto, a que apelos aderem? A qual realidade sentem mais compaixão? O que a Igreja, a Doutrina Social e o magistério do Papa Francisco nos orientam sobre estes temas?

A live Igreja no Brasil Painel desta quinta-feira, 2 de setembro, vai refletir o tema: “Para ser cristão, fuzil ou feijão?” com a ajuda de dom Luiz Fernando Lisboa, da Congregação da Paixão de Jesus Cristo (missionários passionistas). Ele foi bispo da diocese de Pemba, em Moçambique, na África e experimentou a experiência e os impactos da guerra na vida de um povo. E também o economista e professor da Pontífica Universidade Católica de Campinas (SP), Antônio Carlos de Azevedo Lobão, o professor Lobão. Ele integra o Grupo de Análise de Conjuntura da CNBB.

A live, que acontece das 17h às 18h, será mediada pelo bispo-auxiliar de Belo Horizonte (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para  a Comunicação da CNBB, dom Joaquim Giovani Mol, com transmissão ao vivo pelas redes sociais da CNBB.

Para acessar a live, entre aqui no canal do youtube: CNBB Oficial – YouTube

Fonte: CNBB

 

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388, Centro Patos de Minas - MG - CEP: 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184