Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 18 de outubro de 2021

Siga nossas Redes Sociais

Ir. Gleison Oliveira, ss.cc. será ordenado Diácono na cidade de Patrocínio-MG

13/10/2021   .    Notícias da Diocese
Compartilhe

No próximo sábado, dia 16 de outubro, o irmão Francisco Gleison Oliveira, ss.cc., será ordenado diácono. A cerimônia será presidida por Dom Luiz Mancilha Vilela, ss.cc., arcebispo emérito da Arquidiocese de Vitória do Espírito Santo, às 9h, na Paróquia São Damião de Molokai, igreja Nossa Senhora de Fátima, em Patrocínio, no Alto Paranaíba mineiro.

A Santa Missa terá a presença de fiéis, mas também poderá ser acompanhada pelas redes sociais da paróquia no Facebook, ou pelo canal da Paróquia de São Damião de Molokai. A transmissão será feita pela equipe da Pascom da Paróquia e em sintonia com os irmãos da Congregação dos Sagrados Corações, a celebração também será retransmitida simultaneamente pelo Canal Padre Eustáquio.

O diaconato na Igreja Católica pode ser de duas naturezas: transitória ou permanente. No caso do Ir. Edvaldo, este período é transitório, ou seja, um estágio na preparação para a ordenação presbiteral, por isso o momento é tão importante na vida dele e da Igreja.

Ir. Francisco Gleison Oliveira nasceu em Bela Cruz (Ceará), no dia 22 de maio de 1988. Filho de Francisco Cleiton Oliveira e Maria de Fátima Morais, ingressou na Congregação dos Sagrados Corações em 2014. Concluiu Teologia em 2016 na Faculdade Jesuíta e fez o noviciado em 2017, em Chaclacayo – Peru, professando os primeiros votos no dia 27 de janeiro de 2018 na capela da Casa Anchieta em Boracéia-SP.

Em 2019 foi enviado para a  comunidade de Catuji, Minas Gerias, atuando pastoralmente na Paróquia São Miguel Arcanjo. Fez a profissão Perpétua no dia 16 de janeiro deste ano (reveja aqui) no Santuário da Saúde e da Paz em Belo Horizonte e em julho foi nomeado para a comunidade de Patrocínio-MG.

Conheça o testemunho de vida do Ir. Gleison Oliveira, ss.cc.

Eu sou o Ir. Francisco Gleison Oliveira, ss.cc., tenho 33 anos e sou natural de Bela Cruz no Ceará. Desde muito pequeno senti no coração o desejo de ser padre, fruto da fé que recebi dos meus pais, e que foi fortificando a medida que fui crescendo e sobretudo quando entrei, aos 11 anos, em um coral de canto para crianças em minha cidade. Depois disso me tornei coroinha e posteriormente locutor na rádio, apresentando um programa católico. Lembro com muito carinho da alegria que era ir a igreja para acolitar ou ir a rádio para transmitir a Palavra de Deus a todas as pessoas que nos ouviam.

Certo dia após a missa de Corpus Christi, o padre da minha cidade deu um aviso convidando os jovens a entrarem no seminário. Senti que era minha oportunidade. Fui até o padre para conversar e ele me perguntou: quantos anos você tem? Respondi: 15 anos. Ele falou: Você é novo, ainda não pode. Mas poderá participar dos encontros vocacionais e após o ensino médio você ingressa. Fiquei muito feliz e ansioso. E assim aconteceu. Após o ensino médio, com 18 anos, ingressei no seminário. Conclui a faculdade de filosofia.

Depois de um tempo senti no coração o desejo de voltar a minha cidade para ficar mais perto da minha família. Trabalhei como professor, recenseador do IBGE e técnico da Secretaria Municipal de Educação. Mas no meu coração permanecia acesa a chama da vocação. Em 2012 conheci então, pelo facebook, por meio de um irmão religioso consagrado, a Congregação dos Sagrados Corações. Lembro que o perguntei: a Congregação de vocês tem algum santo? E ele me respondeu: Sim. Temos São Damião de Molokai. Grande foi minha surpresa, porque conhecia a história deste grande homem, apóstolo dos leprosos, que entregou sua vida na ilha de Molokai, para dar dignidade aqueles pobres enfermos. Senti que era hora de dar meu sim definitivo a Deus.

Comecei, então, a ser acompanhado, a distância, pelo formador da época, até outubro de 2013, quando viajei a Belo Horizonte para conhecer a Congregação. No ano seguinte entrei definitivamente. Comecei a cursar teologia, concluindo em 2016. Em 2017 fui para o Peru, para a experiência de noviciado. No dia 27 de janeiro de 2018 professei os votos de obediência, castidade e pobreza, me tornando oficialmente religioso consagrado. Depois fui enviado em missão ao Vale do Jequitinhonha, permanecendo até início de julho deste ano, quando passei a morar na cidade de Patrocínio, região berço de nossa presença, iniciada a quase 100 anos pelo nosso irmão holandês e hoje beato Padre Eustáquio, missionário da Saúde e da Paz.

Atualmente estou me preparando para a ordenação diaconal, que será realizada na Igreja Nossa Senhora de Fátima, no dia 16 de outubro. Por fim, sou grato a Deus por ter me chamado e escolhido para esta vocação, onde sou muito feliz. Posso dizer a você jovem que vale a pena seguir a Jesus Cristo, sendo um religioso consagrado ou padre. Que o Senhor sempre nos abençoe e nos dê coragem para testemunhar o seu amor a todas as pessoas.

Saúde e Paz! 

Fonte: Portal Pe. Eustáquio

Vídeo: Pascom da Paróquia São Damião de Molokai de Patrocínio/MG

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388 - Centro Patos de Minas/MG - CEP 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184