Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 22 de maio de 2022

Siga nossas Redes Sociais

Em série, padre Gerson Schmidt reflete sobre os quatro pilares das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE)

15/03/2022   .    Notícias da Igreja
Compartilhe

A Constituição Dogmática Lumen Gentium relaciona a Igreja com várias imagens, como por exemplo, Igreja como construção e edifício de Deus, Igreja como casa, entre outras. Padre Gerson Schmidt, do Rio Grande Sul, aprofundou este tema em vários programas, divulgados pelo Vatican News, antes de começar a refletir sobre os quatro pilares que fazem parte dos fundamentos sólidos e constitutivos da Igreja de Cristo: pilar da Palavra, pilar do Pão, pilar da Caridade e pilar da Missão.

“Estamos nos detendo nessa imagem da Lumem Gentium da Igreja como uma verdadeira família e uma casa de fraterna acolhida. A palavra “casa” sugere muitas ideias para que o fiel se achegue mais, sinta-se acolhido e bem recebido como estando em sua própria casa, onde compartilha a ternura, o aconchego do lar, o perdão, o conhecimento mútuo e a comunhão”.

Veja algumas das reflexões feitas pelo padre:

Pilar da Palavra

Se falamos da Igreja que é uma casa que tem um pilar da Palavra, falamos em algo fundamental, que é o anúncio do Evangelho, ou melhor, o primeiro anúncio, o querigma, que segundo a Evangelli Gaudium, desencadeia “um caminho de formação e de amadurecimento (EG, 160), que é o catecumenato. Os batizados devem chegar a um estado de maturidade (EG, 117), precisando nossas comunidades serem catequéticas, mistagógicas, educadoras da fé por etapas cada vez mais profundas e transformadoras, gestando novos cristãos e cristãos novos.

A Igreja se funda sobre a Palavra anunciada, nasce e vive dela. É o que nos aponta a Exortação Apostólica Pos-Sinodal de Bento XVI, Verbum Domini, que resgatava os 40 anos da Constituição Dogmática Dei Verbum do Concílio Vaticano II: “De fato, a Igreja funda-se sobre a Palavra de Deus, nasce e vive dela. Ao longo de todos os séculos da sua história, o Povo de Deus encontrou sempre nela a sua força, e também hoje a comunidade eclesial cresce na escuta, na celebração e no estudo da Palavra de Deus” (VD, 3).

Acesse a reflexão completa

Pilar do Pão

O Pilar do Pão aqui se refere à Eucaristia, a liturgia e a espiritualidade. A fração do pão estava entre os ritos fundamentais da celebração na Igreja primitiva. Os quatro relatos sobre a instituição da Eucaristia descrevem o gesto de Jesus. Esse rito se tornou prática concreta nas primeiras comunidades. Os Atos dos Apóstolos identificam os cristãos de Jerusalém como “assíduos, perseverantes (…) na fração do pão” (At 2,42), recordando uma prática ligada às casas (At 2,46). O documento número 109 das Diretrizes gerais da CNBB dizem assim com precisão: “A liturgia é o coração da comunidade. Ela remete ao mistério e, a partir deste, ao compromisso fraterno e missionário” (DGAE, 160).

As Diretrizes propõem a valorização do Domingo, dia do Senhor e do encontro com Cristo, de toda a família (DGAE, 161). É necessário promover uma liturgia essencial que possibilite o verdadeiro encontro com Jesus Cristo, evitando-se ações litúrgicas frias ou demasiadamente subjetivistas e emotivas. As celebrações devem ter os pés firmados na realidade da vida das pessoas levando-as a mergulhar no mistério de Deus, possibilitando a comunidade beber da riqueza da Reforma Litúrgica (DGAE, 162). Em tempos de individualismo extremo, em que o eu parece ser o centro de tudo, é preciso dar um salto para uma espiritualidade comunitária. É preciso evitar a separação entre o culto e a misericórdia, liturgia e ética, celebração e serviço aos irmãos (DGAE,163).

Acesse a reflexão completa

Pilar da Caridade

No número 102 das Diretrizes, diz que “na fé cristã, a espiritualidade está centrada na capacidade de amar a Deus e ao próximo. Rezar e servir, amar e contemplar são realidades indispensáveis para o discípulo missionário de Jesus Cristo. Sem oração não existe vida cristã autêntica. Sem caridade, a oração não pode ser considerada cristã”. Referendando o Encíclica Laudato si’ do Papa Francisco, os bispos repicam que “somente contemplando o mundo com os olhos de Deus é possível perceber e acolher o grito que emerge das faces da pobreza e da agonia da criação” (LS, n.53).

Acessa a reflexão completa

Pilar da Missão

Em breve, o Padre Gerson Schmidt irá aprofundar o tema do pilar da missão em outro programa, que também será divulgado no Vatican News.

Acompanhe a série completa clicando aqui.

Vatican News

CNBB do Regional Leste 2 

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388 - Centro Patos de Minas/MG - CEP 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184