Seja bem-vindo(a)! Patos de Minas, 02 de julho de 2022

Siga nossas Redes Sociais

Comissão para a Liturgia encerra publicação do subsídio “Celebrar em Família” com subsídio para Pentecostes

05/06/2022   .    Notícias da Igreja
Compartilhe

Após quase dois anos e três meses, a Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) encerra a publicação do subsídio Celebrar em Família, com o roteiro para a celebração dominical da Palavra de Deus. A última edição é oferecida para a celebração da Solenidade de Pentecostes. E para marcar a despedida do material, o Portal da CNBB perguntou quais as impressões dos colaboradores que tornaram esse projeto possível.

Solenidade de Pentecostes

Com a Solenidade de Pentecostes, a Igreja celebra a coroação do Mistério Pascal, dando aos seus Apóstolos e à sua Igreja o Dom do Espírito Santo, “que nos ensina, santifica e dá força para sermos capazes de viver a Páscoa em nossa vida pessoal, e de anunciar o Ressuscitado ao mundo”, motiva o roteiro.

BAIXE O ROTEIRO CELEBRAR EM FAMÍLIA PARA A SOLENIDADE DE PENTECOSTES

Colaboradores

Iniciado no contexto da pandemia do novo corona vírus, o roteiro Celebrar em Família foi oferecido gratuitamente por praticamente dois anos e três meses. E para que o material estivesse disponível para o uso semanalmente, um grupo de colaboradores se revezava na preparação de cada edição. A coordenação ficou por conta do assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da CNBB, padre Leonardo José Pinheiro.

– Irmã Veronice Fernandes, pddm
– Frei Claudiano de Aragão Lima, OCD
– Frei Gerson Antônio Cândido, OFMCap
– Frei João Benedito Ferreira de Araújo, OFMConv
– Pe. Sérgio Antonio Pereira Leonel – Diocese de São Carlos (SP)
– Pe. Carlos Henrique Alves de Resende – Diocese de Divinópolis (MG)
– Pe. Reginaldo Rodrigues Celidonio – Diocese de Leopoldina – (MG)
– Pe. Kleber Fernandes Danelon, Diocese de Piracicaba (SP)
– Pe. Patrick da Silva Brandão – Diocese de Duque de Caxias (RJ)
– Pe. Kleber Rodrigues da Silva – Diocese de Taubaté (SP)
– Pe. Marlon Ramos Lopes – Diocese de Osório (RS)
– Pe. Jayder Oliveira dos Santos – Diocese de Imperatriz (MA)

Para o padre Leonardo Pinheiro, o Projeto Celebrar em Família, além de favorecer a participação ativa das famílias nas celebrações durante o tempo do isolamento causado pela pandemia, favoreceu e formou as famílias quanto a importância de se preparar as celebrações antes de celebrá-las. “De fato, toda celebração, antes de ser vivida, deve ser de alguma forma preparada; e as famílias puderam se educar neste espírito da liturgia”, destaca.

Quem também partilha sua experiência na colaboração no projeto é o padre Sérgio Antonio Pereira Leonel, da diocese São Carlos. Ele agradeceu o convite para participar “desse momento” e considerou “uma experiência muito rica” e  que “muitas famílias puderam celebrar de verdade em casa”.

“Mesmo em muitas paróquias oferecendo a oportunidade para muitas pessoas assistirem as Missas por meio da TV e internet, o subsídio prezou pela participação. Como foi gratificante ver e sentir a família rezar junto, se prepararem para a celebração. Foi uma bela iniciativa, vimos as famílias preocupadas em rezar bem, mesmo com as igrejas paroquiais fechadas, mesmo as famílias não se deslocando fisicamente para a Paroquia, viveram o Domingo, dia do Senhor, como Igreja doméstica”.

O frei Claudiano de Aragão Lima, da Ordem dos Carmelitas Descalços, avaliou como uma grande graça ser colaborador do roteiro ‘Celebrar em Família’.

“Diante das necessidades de tantas famílias que não poderiam participar da celebração Eucarística, pude pensar nas necessidades das famílias e transformá-las em oração de prece”, partilhou.

Ao iniciar um mestrado em Teologia, frei Claudiano pensou em deixar de colaborar, devido ao alto nível de exigência do curso, mas decidiu continuar: “Assumi como uma pastoral preciosa”.

O padre Kleber Silva, da diocese de Taubaté (SP), considerou ter sido um privilégio “poder participar de um projeto significativo para a Igreja no Brasil”. Ele destacou em sua partilha “o zelo que a Comissão teve de preparar este material num momento tão delicado para nosso povo”. Também citou a estrutura do roteiro, que facilitou a celebração e a vivência dos momentos celebrativos, “não só na liturgia dominical mas também m outras Solenidades e festas do calendário litúrgico”. Também a riqueza da equipe ganhou destaque: “cada qual, com seu dom, foi construindo essa diversidade”.

Para o frei Gerson Antônio Cândido, OFMCap, o que mais chamou a atenção “foi a cada folheto construído poder colaborar com a vida oracional das famílias”. Para ele, também foi oportunidade de crescimento pessoal, “pois os mesmos não eram somente escritos, eram rezados, pensando o como cada família poderia rezar e fazer uma experiência transformadora com o Cristo”. Ele também ressaltou a importância da oportunidade de colaborar com a Igreja.

Padre Carlos Henrique Alves de Resende, da diocese de Divinópolis (MG), considera que foi gratificante ajudar as famílias e as comunidades a rezarem neste tempo.

“A comissão de liturgia procurou oferecer um roteiro simples, pratico, mas dentro do espírito da Sacrossanctum Concilium, onde nossa gente e chamada a viver a beleza do sacerdócio batismal, participando da liturgia de modo ativo, consciente e frutuoso. As famílias tiveram em mãos um excelente subsídio que as ajudava a celebrarem a Páscoa Dominical neste tempo difícil que vivemos. Isso acredito, ajudou a aproximar as pessoas, mas também a fortalecê-las com um alimento sólido neste período de deserto”.

Leia também:

Cúria Diocesana

Rua Tiradentes, 388 - Centro Patos de Minas/MG - CEP 38700-134

Telefone

(34) 3821-3213 (34) 3821-3184