“Educação integral, e integral aqui num sentido mais amplo que ela pode vir a ter. Não restringir a educação aos aspectos cognitivos e mercadológicos, mas perceber que o ser humano, além de razão e inserção no mercado de trabalho, é também por exemplo sentimento, ele é solidariedade, ele é compromisso socioambiental, e assim por diante. Que o processo educacional não forme apenas máquinas racionais para inserção no mercado. Se isso é importante, não é exclusivo. É preciso alargar. E alargar o horizonte para a fraternidade e solidariedade — afirmou dom Joel.

Jornal Nacional destacou que, no lançamento, a CNBB exibiu uma mensagem do Papa Francisco em que ele defende a adoção de ações transformadoras na educação para a fraternidade universal e o humanismo integral. O vídeo na íntegra pode ser conferido em: https://globoplay.globo.com/v/10351890/.

Correio Braziliense deu destaque para a fala de dom Joel sobre a guerra na Ucrânia, feita durante a coletiva de lançamento da CF. O jornal salientou que o secretário-geral da CNBB refletiu ser preciso trabalhar pela paz e que, “se há guerra, é preciso se manifestar com indignação”.

Fonte: CNBB