Notícias
Giro Cristão 20/04/2017

Jacinta e Francisco serão canonizados em 13 de maio em Fátima


Cidade do Vaticano (RV) - Jacinta e Francisco Marto, os dois pastorzinhos que tiveram visões de Nossa Senhora, serão canonizados pelo Papa Francisco em Fátima, em 13 de maio.


A confirmação deu-se na manhã desta quinta-feira (20/04) durante o Consistório Ordinário Público, presidido pelo Santo Padre no Vaticano. Serão as primeiras crianças não-mártires a serem proclamadas Santas. Na mesma data, há 17 anos, os dois irmãos eram beatificados por João Paulo II.

Jacinta e Francisco Marto, os dois irmãos de apenas nove e dez anos, junto com a prima Lúcia dos Santos, tiveram visões de Nossa Senhora. A primeira vez em 13 de maio de 1917, seguindo-se em todos os dias 13 de cada mês, até chegar ao mês de outubro. Nos "encontros celestiais" Maria deixou mensagens sobre acontecimentos futuros e recomendações aos pequenos, entre estas, a de rezar o Rosário diariamente.

A fama de santidade dos dois pastorzinhos logo após as suas mortes já havia se difundido por todo o mundo. Francisco morreu em 4 de abril de 1919, de febre espanhola. Jacinta, dez meses mais tarde, em 20 de fevereiro de 1920. Jacinta, após muitos sofrimentos oferecidos pela conversão dos pecadores, morreu sozinha em um hospital de Lisboa, sendo sepultada em Vila Nova de Ourém, o município ao qual pertence o Santuário de Fátima.

De Francisco chamado de "o consolador" pelo seu desejo de consolar com a oração Nossa Senhora perdeu-se o local preciso de seu sepultamento. Somente anos mais tarde seus restos mortais foram reconhecidos pelo pai, por um detalhe muito particular, o terço que ele tinha nas mãos.

Em setembro de 1935, o corpo incorrupto de Jacinta foi traslado de Vila Nova de Ourém a Fátima. O corpo foi fotografado e o Bispo de Leiria-Fátima, José Alvez Correia da Silva, enviou uma cópia à Lúcia, que havia se tornado uma Irmã dorotéia. Na ocasião, o prelado pediu a Lúcia que escrevesse tudo o que sabia sobre a vida de Jacinta. Nascia assim a Primeira memória, que ficou pronta no Natal de 1935.

Sucessivamente o bispo pediu que Lúcia escrevesse também suas recordações a respeito de Francisco e os fatos ocorridos em Fátima. Não fossem estes relatos deixados sobre a breve vida dos dois irmãos, talvez ninguém poderia ter pensado em abrir uma Causa de canonização, mesmo porque naquele tempo ainda não havia sido decretado o reconhecimento de "exercício das virtudes em grau heróico" também para os pequenos.

O pedido para investigar a santidade dos dois foi iniciado pela Diocese de Leiria somente em 1952 e concluída em 1989, com o decreto sobre a prática das virtudes, em consideração à idade das crianças.

O obstáculo, era ainda uma uma questão de fundo debatida no decorrer do século XX, em relação à possibilidade ou não de levar em consideração duas crianças como candidatos à canonização. Questão que foi resolvida em 1981 por meio de um um documento emitido com este propósito pela Congregação da Causa dos Santos.

O milagre atribuído à intercessão das duas crianças, e que levou à beatificação, foi reconhecido em 1999. Já o que abriu o caminho para a canonização, foi reconhecido em 23 de março passado, e diz respeito a uma criança brasileira, que na época tinha seis anos.

Esta criança estava na casa do avô, brincando com a irmãzinha, quando caiu por acidente de uma janela de cerca sete metros de altura, sofrendo um grave traumatismo crânio-encefálico, com a perda de material cerebral.

Levada ao hospital em coma, foi operada. Caso sobrevivesse, viveria em estado vegetativo ou, no máximo, com graves deficiências cognitivas. Milagrosamente, após três dias, a criança recebeu alta, não sendo constatado nenhum dano neurológico ou cognitivo.

Em 2 de fevereiro de 2007, uma equipe médica deu parecer positivo unânime sobre o caso, como "cura inexplicável do ponto de vista científico".

No momento do incidente, o pai da criança havia invocado Nossa Senhora de Fátima e os dois pequenos beatos. Na mesma noite, os familiares e uma comunidade de irmãs de clausura haviam rezado com insistência, perdindo a intercessão dos pastorzinhos de Fátima. (JE)

Veja mais no site da Rádio Vaticano: http://br.radiovaticana.va/

.................................................................................................................................

 

Canonização dos Protomártires Brasileiros será em outubro

 

A cerimônia será no dia 15, em Roma

 

Os padres André de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro, o leigo Mateus Moreira e mais 27 companheiros leigos serão canonizados, em Roma, dia 15 de outubro deste ano. A notícia foi confirmada no início da manhã desta quinta-feira, 20, durante o Consistório Ordinário Público, formado por cardeais, presidido pelo Papa Francisco, no Vaticano.

Conhecidos como protomártires do Brasil, eles foram assassinados por ódio à fé. Um grupo no dia 16 de julho de 1645 e Mateus Moreira, em 3 de outubro de 1645, no Rio Grande do Norte. No último dia 23 de março, o Papa Francisco já havia aprovado os votos favoráveis da Sessão Ordinária dos Cardeais e Bispos Membros da Congregação para a Causa dos Santos sobre a canonização dos beatos, padroeiros do Rio Grande do Norte.

O nome de protomártires foi dado na ocasião da visita do papa João Paulo II, em 13 de outubro de 1991, na missa de encerramento do XII Congresso Eucarístico, ocorrido em Natal (RN). Os locais de martírio, Cunhaú e Uruaçu, estão na circunscrição eclesiástica da arquidiocese potiguar.

 

Processo de canonização

 

Os Mártires de Cunhaú e Uruaçu foram beatificados pelo Papa João Paulo II, em 5 de março de 2000, na Praça de São Pedro, no Vaticano. Na ocasião, cerca de mil brasileiros participaram da celebração. O processo de beatificação durou nove anos; foi instalado pelo então arcebispo de Natal, dom Alair Vilar, e tendo o monsenhor Francisco de Assis Pereira, como postulador, ambos já falecidos. A celebração de beatificação aconteceu durante o governo de dom Heitor Sales.

Desde a beatificação, a arquidiocese de Natal incentivava os fiéis a rezarem e pedirem a graça da canonização dos ‘Protomártires do Brasil’.

O processo de canonização estava na Congregação para a Causa dos Santos, no Vaticano, desde o segundo semestre de 2015, por indicação do papa. No mês de setembro do ano passado, o arcebispo metropolitano de Natal, dom Jaime Vieira Rocha, esteve em Roma, participando de uma audiência com o Papa Francisco para tratar sobre a canonização. Na visita ao pontífice, dom Jaime esteve acompanhado do arcebispo emérito de São Paulo (SP) e ex-prefeito da Congregação para o Clero, cardeal Cláudio Hummes, que é um devoto fervoroso dos Mártires potiguares. Na homilia da missa de encerramento do Congresso Eucarístico Nacional, em 16 de maio de 2010, na cidade de Salvador (BA), ele falou sobre a história dos beatos e, no final, destacou: “Esses mártires, caros irmãos e irmãs, são uma das maiores glórias da Igreja no Brasil. O seu martírio, reconhecido pela Igreja, contém grande força de evangelização. Deveríamos torná-los mais conhecidos e venerados, porque nos ajudariam amar e valorizar o domingo e a Missa dominical”.

No mês de outubro, a arquidiocese de Natal recebeu a visita do núncio apostólico no Brasil, dom Giovanni D’Aniello. Na ocasião, o representante do papa no país conheceu os locais dos martírios e pôde presenciar a devoção do povo potiguar aos beatos.

O processo para a canonização teve como notário o arcebispo de Natal, dom Jaime Vieira da Rocha, e como cursor o padre Júlio César Souza Cavacante.

Com informações da Pascom da arquidiocese de Natal (RN)

.................................................................................................................................

 

Jornada Diocesana da Juventude de Leopoldina: 07 de maio

 

A coordenação diocesana do Setor Juventude de Leopoldina (MG), em sintonia dos clamores do Papa Francisco e em comunhão com Projeto ROTA 300, promove no domingo, 07 de maio, a Jornada Diocesana da Juventude.

Com o tema "O poderoso fez para mim coisas grandiosas" (Lc.1,49) e o lema "Com Maria, Mãe do Bom Pastor, assumimos a missão de evangelizar", a Jornada irá reunir jovens atuantes nas paróquias e comunidades da diocese de Leopoldina para a Caminhada da Juventude com o bispo diocesano, dom José Eudes Campos do Nascimento.  

A concentração será, na Praça Felix Martins (Praça Central), às 8h, de onde o grupo seguirá em caminhada pelas ruas da cidade refletindo sobre a história de Nossa Senhora Aparecida, Rainha e padroeira do Brasil. O encerramento da Jornada Diocesana da Juventude será marcado com celebração da Santa Missa, na Catedral de São Sebastião.

 

Outras informações: 

 

www.dioceseleopoldina.com 

(32) 3441-2008


Veja mais no site do Regional Leste 2:
http://www.cnbbleste2.org.br/

.................................................................................................................................

 

Pastoral Familiar disponibiliza subsídio “Hora da Família”

 

Semana Nacional da Família, neste ano, acontecerá de 13 a 19 de agosto com o tema “Família, uma luz para a vida em sociedade”

 

A Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF) disponibilizou o subsídio “Hora da Família”, que apresenta os encontros para a Semana Nacional da Família, neste ano de 13 a 19 de agosto, além de propostas de Leitura Orante da Palavra e celebrações em família. A temática de reflexão do material, a partir do tema “Família, uma luz para a vida em sociedade” está em sintonia com o impulso da Igreja no Brasil para que seja percebida a importância das ações dos cristãos leigos e leigas na sociedade.

“Desejamos que, ao refletir sobre os sete temas propostos, nossas famílias cresçam na harmonia e na disposição de Servir melhor a Deus sendo realmente uma luz para a sociedade”, espera o assessor nacional da Comissão para a Vida e Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e secretário executivo da CNPF, padre Jorge Alves Filho. Os encontros para a Semana Nacional da Família são compostos de orações, momentos de escuta da Palavra de Deus e de partilha. Em cada um destes, a reflexão da temática é direcionada a partir de textos bíblicos, de trechos de documentos do Magistério da Igreja e de pequenas histórias.

 

Novidades


Além dos tradicionais encontros celebrativos para o Dia das Mães e o Dia dos Pais, o Hora da Família 2017 apresenta uma sugestão de Leitura Orante com o tema “Valor e virtude do amor”, a partir do texto bíblico contido em I Coríntios, capítulo 13. Outra novidade é a Consagração à Sagrada Família, ao final da celebração da Sagrada Família, que deve ser feita no dia 31 de dezembro. Para este momento, as famílias poderão utilizar o encarte com a imagem da Sagrada Família para consagração da casa como compromisso de fé, amor e missão.

 

Encontros

 

1º Encontro: O perfil mariano da Igreja;

2º Encontro: A família;

3º Encontro: A necessária mudança de mentalidade e de estrutura;

4º Encontro: Igreja, comunhão na diversidade;

5º Encontro: O perdão na família: fonte de reconciliação e libertação;

6º Encontro: Serviço cristão no mundo;

7º Encontro: A família promotora da misericórdia na sociedade.

 

Como adquirir


O subsídio “Hora da Família” é distribuído pela Secretaria Executiva Nacional da Pastoral Familiar (Secren). Encomendas podem ser feitas pela Loja virtual, pelo telefone (61) 3443-2900 ou ainda pelo e-mail vendas@cnpf.org.br. O material também é distribuído pelos casais coordenadores e agentes da Pastoral Familiar nos regionais e dioceses.

 

Assessoria de Imprensa
Luiz Lopes Jr.
revista@cnpf.org.br | 61 9 9907-1629 (Whatsapp) – (61) 3443-2900

Veja mais no site da POM: http://www.pom.org.br/

 

Postado neste portal por: Leidiane Trigueiro - Assessoria de Imprensa Diocesana

 


Mitra Diocesana de Patos de Minas:
Rua Tiradentes, 388, Centro - Patos de Minas - MG - CEP38.700-134 -
(34) 3821 3213/3821 3184 - contato@diocesedepatosdeminas.org.br

©2012 Diocese de Patos de Minas
WEBTOP



SETH