Notícias
Giro Cristão 25/09/2017

Papa Francisco: Deus sempre nos procura por primeiro

 

Cidade do Vaticano (RV) - Procurar o Senhor e mudar de vida, converter-se. Partiu da exortação do profeta Isaías a homilia do Papa Francisco na Missa que presidiu na manhã deste domingo (24), na Gruta de Lourdes nos Jardins do Vaticano por ocasião da festa do Corpo da Gendarmaria.

“Mas Jesus explicou o Pontífice - muda a lógica e vai mais longe. Uma lógica que ninguém podia entender: é a lógica do amor de Deus. É verdade, você deve procurar o Senhor e fazer de tudo para encontrá-lo; mas o importante é que Ele está procurando por você. Ele está procurando por você. Mais importante do que procurar o Senhor, é perceber que Ele está me procurando”.

E a parábola do Evangelho deste Domingo nos faz entender que Deus sai para nos procurar cinco vezes, ele é o patrão que durante o dia, desde as primeiras horas da manhã até à noite, não se cansa de a ir à praça procurar trabalhadores para sua vinha, porque ele nos ama.

““Mas, Padre, eu sou um pecador ...” - continuou a explicar o Papa - E quantas vezes estamos na Praça como esses que estão ali durante todo o dia, e estar na praça é estar no mundo, estar nos pecados, Venha!” - “Mas é tarde!” - “Venha”. “Nunca é tarde para Deus. Nunca. Nunca, nunca. Esta é a lógica da conversão. Ele sai de si mesmo para nos procurar, e tanto saiu de si mesmo que enviou seu Filho para nos procurar”.

 

E o amor de Deus por nós é como o amor do pai pelo filho pródigo, enfatizou o Papa, sublinhando que no Evangelho está escrito que “o pai o viu de longe”: “Mas por que ele o viu”? - acrescentou - “Porque todos os dias, e talvez várias vezes ao dia subia ao terraço para ver se o filho estava vindo, se o filho voltava. Este é o coração do nosso Deus: sempre nos espera”.
É, portanto, o Senhor a dar sempre o primeiro passo em nossa direção. Ele não se cansa de sair, respeita a liberdade de cada homem, mas está ali, esperando que lhe abramos um pouco a porta.
“E esta é a grande coisa do Senhor - disse o Pontífice - É humilde: nosso Deus é humilde; se humilda nos esperando. Está sempre ali, esperando”. E todos nós precisamos do encontro com o Senhor, para nos dar forças, para avançar, mas devemos ter cuidado porque Ele passa, e seria triste se não percebêssemos isso.

“Hoje vamos pedir a graça, exortou: Senhor, que eu esteja certo de que estas me esperando. Sim, esperando por mim, com os meus pecados, com os meus defeitos, com os meus problemas. Todos nós temos. Mas ele está sempre ali. O pior dos pecados creio que seja não entender que Ele está sempre ali esperando por mim, não ter confiança neste amor: a desconfiança no amor de Deus”

E dirigindo-se a todos os gendarmes presentes na celebração com suas famílias concluiu dizendo: “O Senhor, neste feliz dia para vocês, conceda-lhes essa graça. Também a mim. A todos. A graça de ter a certeza de que Ele está sempre à porta, esperando que eu a abra um pouquinho para entrar. E não ter medo: quando o filho pródigo encontrou o pai, o pai desceu do terraço e foi ao encontro do filho. Aquele homem idoso caminhava depressa, e o Evangelho diz que quando o filho começou a falar: “Pai, eu pequei …” ele não o deixou falar; abraçou-o, beijou-o ... Isto é o que nos espera se abrimos um pouquinho a porta: o abraço do Pai”. (SP)


Veja mais no site da Rádio Vaticano: http://br.radiovaticana.va/

.................................................................................................................................

 

Cáritas Brasileira lança Campanha Mundial sobre imigração e refúgio “Compartilhe a Viagem” e elege Cristo Redentor como embaixador

 

Na próxima quarta-feira, 27 de setembro, às 15h, a Cáritas Brasileira lança, no alto do Corcovado, a campanha mundial “Compartilhe a Viagem”, dedicada à sensibilização e à informação sobre imigração e refúgio. O Cristo Redentor, que sempre recebe a todos de braços abertos, foi escolhido para ser o embaixador da campanha por ser um ícone do acolhimento, já que a proposta para a mobilização social tem o objetivo de promover a cultura do encontro, para abrir espaços e oportunidades aos imigrantes junto às comunidades locais. Com a iniciativa, a Cáritas deseja que essas pessoas se conheçam, troquem experiências, multipliquem saberes e compartilhem a vida de forma positiva. O Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, representantes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), membros da Cáritas Brasileira e de entidades que atuam junto a imigrantes e refugiados são presenças confirmadas para a ocasião
A mobilização mundial será alavancada pelo lançamento da campanha no Vaticano, que será feito pelo Papa Francisco, na manhã do mesmo dia, durante a tradicional audiência geral de quarta-feira, quando o pontífice vai acolher imigrantes e ouvir suas histórias de vida. O Papa Francisco vem sendo o grande promotor da cultura do encontro, abraçada pela campanha. Ele, que já havia expressado que considera a imigração forçada uma “tragédia humana”, nos ensina que “os imigrantes são nossos irmãos e irmãs em busca de uma vida melhor, longe da pobreza, da fome, da exploração e da injusta distribuição dos recursos do planeta, que devem ser compartilhados equitativamente por todos”.

Imigração e refúgio

É fato que existe uma crise migratória provocada pelas conjunturas política, econômica, social ou causada pelos fenômenos climáticos. É preciso dar um basta às diversas formas de violação dos direitos humanos que os imigrantes e refugiados sofrem. Afinal, cerca de 230 milhões de pessoas atualmente vivem fora dos seus países de origem (migrantes internacionais). Segundo publicação do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), no primeiro semestre de 2016, 3,2 milhões de pessoas foram forçadas a sair de seus locais de residência devido a conflitos ou a perseguições, das quais 1,5 milhão são refugiadas ou solicitantes de refúgio.
No Brasil, 9.552 pessoas, de 82 nacionalidades, já tiveram sua condição de refugiadas reconhecida. Desde o início do conflito na Síria, 3.772 pessoas desse país solicitaram refúgio em nosso País. Nos últimos meses há também um crescente número de solicitação de refúgio por cidadãos da Venezuela: apenas em 2016, 3.375 venezuelanos solicitaram refúgio no Brasil, número que representa cerca de 33% das solicitações registradas no País no ano passado.

Todos podem participar da campanha

Para ajudar a impulsionar a campanha nas redes sociais basta o registro em foto de um gesto simbólico: braços abertos, como o Cristo Redentor, em sinal de acolhida aos imigrantes. A imagem deverá ser publicada no Facebook, no Twitter ou no Instagram, com as hashtags #sharejourney e #compartilheaviagem.

Sobre a Cáritas Brasileira

Com 60 anos de história no país, a Cáritas Brasileira é um organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que atua como uma rede solidária com mais de 15 mil agentes espalhados por todo o território nacional. É uma das 164 organizações membro da Rede Cáritas Internacional presentes no mundo.

Credenciamento

Somente profissionais credenciados poderão fazer a cobertura do evento. Para tal, basta enviar, até o dia 22 de setembro, nome completo, veículo, telefone e e-mail para um dos endereços eletrônicos abaixo:

⇒ comunicacao@cristoredentoroficial.com.br (Coordenação de Comunicação do Santuário Cristo Redentor – Nice Affonso/ (21) 3231-3592 R. 305/ Cel: (21) 99737-8868).

⇒ comunicacao@caritas.org.br (Assessoria de Comunicação Cáritas Brasileira - Jucelene Rocha/ (11) 98694-1616 / (61) 3322-0166).

Veja mais no site do Regional Leste 2: http://www.cnbbleste2.org.br/

.................................................................................................................................

 

Arquidiocese de Mariana (MG) investe na formação de assessores da IAM

 

A Infância e Adolescência Missionária (IAM), da arquidiocese de Mariana (MG), realizou mais um Encontro de Formação para Assessores (EFAIAM). A formação reuniu nos dias 15 a 17 de setembro, na Casa de Retiros Nossa Senhora da Alegria, em Ouro Preto, 30 novos assessores, além de colaboradores.
O EFAIAM tem como objetivo oferecer formação básica aos assessorares de novos grupos de IAM, a fim de que tenham mais segurança para realizar o trabalho como pede o Documento de Aparecida: “valorizando a capacidade missionária dos meninos e das meninas, que não só evangelizam seus próprios companheiros, mas que também podem ser evangelizadores de seus próprios pais” (DA 441). “Na IAM as crianças desenvolvem não apenas o seu lado espiritual, mas também social e intelectual, além de melhorar seu relacionamento familiar”, disse o seminarista passionista, André, que foi uma criança membro da IAM, na arquidiocese de Belo Horizonte.
O encontro começou com uma Via Sacra pelas ruas da Vila Samarco, quando se fez uma reflexão sobre as dores das crianças e adolescentes no mundo. Os participantes ficaram encantados com a desenvoltura de duas crianças, a Luiza e a Isadora, que, juntas, falaram sobre o Cofrinho da IAM. Wenildes Martins, coordenadora da IAM na paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Mariana, falou da importância de seguir a metodologia e o carisma da IAM. Eles são a identidade da Obra.
As palestras foram proferidas durante o sábado. O domingo, pela manhã ficou reservado a uma partilha do que foi apresentado no V Congresso Mineiro da IAM, em Três Corações, ressaltando Maria como modelo do missionário, por ser sempre fiel à vontade do Pai e estar sempre atenta às necessidades dos que sofrem.
Foram abordados também alguns pontos do 4º Congresso Missionário Nacional, enfatizando a importância do leigo que, a partir do encontro pessoal com Jesus Cristo, se enche de alegria e se sente impulsionado a levar a Boa Nova aos outros. “O leigo precisa entender que é sujeito da ação evangelizadora e as fábricas, os escritórios, o comércio, as escolas, as famílias são campos privilegiados de sua missão”, afirmou Iva Fernandes, coordenadora arquidiocesana da IAM.
Considerando a proposta de uma Igreja em saída, sendo sinal da alegria da presença de Cristo, os participantes saíram em caminhada até o Santuário de Nossa Senhora da Lapa, repetindo o que fazia Jesus que sempre se colocava a caminho para encontras as pessoas. Após celebrar com a comunidade local, o encontro encerrou com um almoço ao ar livre, diante das maravilhas de Deus, que fazem do Santuário um lugar de louvor à Criação. Com informações da IAM de Mariana (MG).

Veja mais no site da POM: http://www.pom.org.br/


Postado neste portal por: Leidiane Trigueiro - Assessoria de Imprensa Diocesana

 


Mitra Diocesana de Patos de Minas:
Rua Tiradentes, 388, Centro - Patos de Minas - MG - CEP38.700-134 -
(34) 3821 3213/3821 3184 - contato@diocesedepatosdeminas.org.br

©2012 Diocese de Patos de Minas
WEBTOP



SETH