Notícias
Boletim Informativo Rádio Vaticano - 19/30/2015 19/03/2015

Papa e Santa Sé

 

·    Papa condena firmemente a tragédia de Túnis

·    Dois anos atrás Francisco iniciava o seu Pontificado

·    Papa: "Igreja não é templo separado da Universidade"

 

Igreja no Brasil

·    CNBB enaltece simplicidade de Dom Esmeraldo

·    Padre Cesar toma posse como Reitor do Santuário de Anchieta

 

Igreja na América Latina

·    Bispos latino-americanos levam a Pan-Amazônia à CIDH

·    México: "maratona" de confissões

 

Igreja no Mundo

·    Patriarcado recorda a coleta em favor da Terra Santa

 

Formação

·    Fórum Social Mundial: a presença franciscana

 

Atualidades

·    Atentado na Tunísia: premier, a "guerra será longa"

 

Papa e Santa Sé

 

Papa condena firmemente a tragédia de Túnis

 

 ◊Cidade do Vaticano (RV) - O Pontífice enviou um telegrama nesta quinta-feira, 19, ao Arcebispo de Túnis, Dom Ilario Antoniazzi, manifestando seu pesar pelo ocorrido na capital.

 

A dor do Papa

 

“Informado do grave atentado terrorista que abalou ontem a cidade de Túnis e provocou diversos mortos e feridos, o Papa reitera sua firme condenação a qualquer ato contra a paz e a sacralidade da vida humana; se associa na oração à dor das famílias em luto, a todas as pessoas tocadas por este drama e a todo o povo tunisiano que passa por esta provação”. Francisco pede ao Senhor que acolha em si as pessoas falecidas e conforte as que ficaram feridas, rogando também a Deus as suas bênçãos.

 

Secretário de Estado

 

“Um fato cruel, desumano, inconcebível e condenável no modo mais absoluto”, disse o Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin, a respeito do ataque terrorista em Túnis. “É de se esperar que não se cometam mais violências em nome de Deus”. O Cardeal falou aos jornalistas em um evento em Roma, na noite de quarta-feira, 18. 

 

Arcebispo de Turim

 

Também o Arcebispo de Turim, Dom Cesare Nosiglia, publicou uma nota, afirmando: “Acompanhamos com trepidação a sucessão de notícias que nos chegam da Tunísia. Em Turim, nós nos sentimos todos tocados, porque cerca de 80 conterrâneos estariam envolvidos no ataque. Convido todos a unir-se a mim na oração, na recordação pelos mortos e feridos e na solidariedade com suas famílias. É em momentos como este que sentimos a profunda “proximidade” que existe entre nós. Agora, somos chamados a nos unir em torno dos valões da civilização, do respeito pela vida e da dignidade de pessoas, base da nossa tradição cristã e da cultura civil, que devemos defender com legalidade, na justiça”.

(CM) 

 

Dois anos atrás Francisco iniciava o seu Pontificado

  

◊Cidade do Vaticano (RV) - Dois anos atrás, no dia 19 de março de 2013, o Papa Francisco iniciava com uma Santa Missa na Praça São Pedro, o seu Pontificado. Antes da celebração, o Pontífice fez um breve momento de oração junto ao túmulo do Apóstolo Pedro local de onde os diáconos saíram em procissão com o anel de pescador e o pálio, dois símbolos do pastoreio e da autoridade de um Papa. Após a imposição dos dois símbolos, teve início a Santa Missa. Recordamos que Francisco iniciou a sua homilia enviando felicitações ao Papa emérito Bento XVI, uma vez que, como hoje, era festa de São José, é celebrado o seu onomástico (celebrado pelas pessoas que tem o mesmo nome do santo lembrado naquele dia). “Acompanhamo-lo com a oração, cheia de estima e gratidão”, disse. Ainda na homilia, o Santo Padre, após fazer confrontar os Evangelhos com a figura de São José, Padroeiro da Igreja Universal, explicou o que significa um ministério da Igreja e sobretudo, o ministério do Bispo de Roma. “Não esqueçamos jamais que o verdadeiro poder é o serviço, e que o próprio Papa, para exercer o poder, deve entrar sempre mais naquele serviço que tem o seu vértice luminoso na cruz”, destacou. Ao fim da celebração, o Santo Padre recebeu, na Basílica de São Pedro, as delegações dos 132 países representados na Santa Missa. A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, também cumprimentou o Santo Padre. (SP)

 

Papa: "Igreja não é templo separado da Universidade"

 

 ◊Cidade do Vaticano (RV) – “A Universidade deve se orientar a Deus, a Jesus, e Dele deve derivar a sua força, suas ideias, seu ensinamento”: esta é a síntese da mensagem em vídeo enviada pelo Papa Francisco para a inauguração da Igreja principal da Universidade Católica Argentina, no Campus de Puerto Madero. Veja-a aqui.  

Dedicado ao Coração de Jesus, o local de culto foi inaugurado quarta-feira, 18, com uma Missa presidida pelo Cardeal Mario Poli, Arcebispo de Buenos Aires e Grão-Chanceler da Universidade. Em sua mensagem, o Pontífice parabeniza a iniciativa, recordando que a nova Igreja “não é um templo separado da Universidade, mas sim o seu coração e centro”, pois representa uma parte “muito importante”. Francisco faz também votos que a Igreja seja sempre repleta de fiéis. 

 

Espiritualidade indispensável na vida acadêmica 

 

“A nova Igreja informa a nota da Uca responde ao pedido do Papa de uma maior espiritualidade e de um encontro com Jesus Cristo também nos centros acadêmicos”. “Na Universidade explica o Reitor do Ateneu, Dom Victor Fernández a vida espiritual não pode ser vista como uma atividade secundária, porque o espírito é indispensável, essencial e fundamental”. Embelezada por um grande campanário que se vê de todo o campus, a Igreja deve se tornar um “Santuário universitário”. Cinco missas cotidianas são celebradas, além da Hora da Adoração da qual podem participar professores, alunos, diretores e funcionários do Ateneu. 

(CM)

 

 

Veja mais no endereço abaixo:

 

http://br.radiovaticana.va/

Postado neste portal por: Leidiane Gondim –Assessoria de Imprensa Diocesana

 

 

 


Mitra Diocesana de Patos de Minas:
Rua Tiradentes, 388, Centro - Patos de Minas - MG - CEP38.700-134 -
(34) 3821 3213/3821 3184 - contato@diocesedepatosdeminas.org.br

©2012 Diocese de Patos de Minas
WEBTOP



SETH