A Igreja em Patos de Minas

A 19 de julho de 1826, Joaquim da Silva Guerra e sua esposa, Sra. Luzia Correa de Andrade, fizeram a doação de uma parte de terras de sua propriedade a Santo Antônio, a fim de edificar um templo e também para cômodo dos povos.

Pe. José de Brito Freire e Vasconcelos, atendeu o lugar, na condição de Vigário encomendado, do ano de 1831 a 1839, quando foi construída a primeira capela, dedicada a Santo Antônio. 

Esta Capela, já demolida, localizava-se onde se encontra hoje o Memorial do Centenário de Patos de Minas, na Praça Dom Eduardo. Teve como primeiro Cura o Padre José de Brito Freire e Vasconcelos. A Capela foi construída em 1839 e a Paróquia criada através da Lei Provincial nº 472 de 31 de maio de 1850. Por volta de 1875, em reforma, demoliram algumas de suas partes. 

Frei Raimundo Alfonso, dominicano missionário, no ano de 1892 em Missões por Patos sugere a construção de um novo templo, visto que a Capela existente é insuficiente para a necessidade do lugar. As palavras do missionário encontraram eco junto à população e em 1917 uma comissão começa a ser formada por Cônego Getúlio Alves de Mello que idealiza a construção da nova Igreja Matriz. Falece Cônego Getúlio no ano de 1919, sem concluir seu projeto.

Provisionado a 15 de fevereiro de 1920, em substituição a Cônego Getúlio, Pe. Manuel Fleury Curado providencia nova reforma na Igreja e dá seqüência à idéia de construir a Nova Matriz, com o apoio decidido do Sr. Abílio Caixeta de Queiroz, que faz expressiva doação financeira.

O povo se uniu e o lançamento da pedra fundamental ocorreu no dia 13 de junho de 1934, por S. Excia. Revma. Dom Luiz Maria de Santana, Bispo de Uberaba. Em 13 de junho de 1942 foi provisoriamente aberta ao povo e em 13 de junho de 1954, com acabamento interno, é aberta definitivamente. Em 23 de abril de 1955, com a criação da Diocese de Patos de Minas, a Nova Igreja Matriz passa a ser, então, Catedral de Santo Antônio. Foi solenemente sagrada pelo Arcebispo de Brasília D. José Newton de Almeida, com presença do Cardeal Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota e de vários bispos, no dia 28 de outubro de 1961, quando da comemoração do Jubileu de Ouro Sacerdotal de Monsenhor Manuel Fleury Curado. 

Em setembro de 1965 a velha Igreja foi demolida.



Mitra Diocesana de Patos de Minas:
Rua Tiradentes, 388, Centro - Patos de Minas - MG - CEP38.700-134 -
(34) 3821 3213/3821 3184 - contato@diocesedepatosdeminas.org.br

©2012 Diocese de Patos de Minas
WEBTOP



SETH